Destaques Polícia

Presídio de Passos não é alvo de operação

10 de outubro de 2020

A Polícia Federal não esteve no estabelecimento e o presídio não foi alvo da operação. / Foto: Divulgação

PASSOS – A direção do Presídio de Passos informa que a instituição não foi um dos alvos da operação Alegria, deflagrada na última quinta-feira pela Força Integrada de Combate ao Crime Organizado de Minas Gerais (Ficco-MG), coordenada pela Polícia Federal e composta pelas polícias Civil e Penal de Minas Gerais e pelo Departamento Penitenciário Federal, como informou a Folha da Manhã na edição de ontem.

A operação investiga esquema de corrupção no sistema penitenciário do estado envolvendo servidores públicos e advogados e cumpriu 29 mandados de prisão preventiva e 45 mandados de busca e apreensão em 15 cidades do estado, entre elas Passos.
De acordo com o diretor do Presídio de Passos, Marcelino Ferreira Pinto, a Polícia Federal não esteve no estabelecimento e o presídio não foi alvo da operação. Segundo ele, um ex-funcionário do Presídio de Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte, que foi transferido para a unidade de Passos é que teria sido alvo da operação, mas ele não chegou a se apresentar para trabalhar na instituição do município.