Destaques Polícia

Polícia soluciona dois casos de feminicídio em Minas

19 de abril de 2021

A PCMG realizou diversos levantamentos e concluiu que o suspeito teria espancado a esposa, provocando a morte. / Foto: Divulgação

BELO HORIZONTE – Em menos de 15 dias, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) solucionou dois casos distintos de feminicídio em Sete Lagoas, região Central do estado. Um homem, de 49 anos, foi preso nesta sexta-feira, 16, suspeito de matar e carbonizar o corpo da companheira, de 34 anos, que foi encontrada no último domingo (11/4). A vítima foi identificada na quinta-feira (15/4), e o suspeito preso no dia seguinte, na residência dele, no bairro São Jorge. Ele já havia sido condenado pela Justiça por outro feminicídio cometido em 2011.

Já no segundo caso, a PCMG concluiu que um homem, de 34 anos, teria sido responsável pela morte da esposa, de 26 anos, no dia 27 de março. Ele está foragido da Justiça. No dia dos fatos, o suspeito acionou o serviço de emergência alegando que a companheira havia caído da janela da residência. A vítima foi encaminhada com vida ao hospital, onde a própria equipe médica estranhou a natureza das lesões. Ela teve morte cerebral três dias depois.

A PCMG realizou diversos levantamentos e concluiu que o suspeito teria espancado a esposa, provocando a morte. A mãe do investigado tentou encobrir vestígios no local do crime, atrapalhando as investigações, e foi presa pela PCMG em virtude de mandado de prisão. A equipe da Delegacia Especializada de Investigação de Homicídios em Sete Lagoas já ouviu diversas testemunhas, que confirmaram o histórico de violência doméstica do suspeito e continua as investigações para localizar o foragido.