Destaques Polícia

Polícia prende irmãos suspeitos por estupro

6 de março de 2021

Foto: Agência Brasil

BELO HORIZONTE – A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) deflagrou a operação Anjos da Guarda, decorrente de uma investigação de estupro de vulnerável realizada em Uberlândia, Triângulo Mineiro. Dois irmãos, de 29 e 24 anos, suspeitos de abusar sexualmente da enteada do primeiro investigado, uma criança de 8 anos, foram presos no Ceará, na última quarta-feira (3/3), por policiais militares daquele estado numa ação integrada com a PCMG.

Com a utilização de uma aeronave da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) e o apoio da Polícia Civil do Estado do Ceará, policiais civis de Minas se deslocaram para Juazeiro do Norte (CE), na tarde desta quinta-feira, 4, para o recambiamento dos investigados até Uberlândia. Eles foram interrogados pela PCMG na manhã desta sexta-feira, 5, e, em seguida, encaminhados ao sistema prisional, onde estão à disposição da Justiça.

O crime ocorreu em julho do ano passado, em Uberlândia. Contra os investigados, haviam mandados de prisão preventiva representados à Justiça pela PCMG no âmbito do inquérito policial que apurou os fatos. De acordo com a delegada Lia Valechi, os irmãos teriam praticado o crime de forma sucessiva.

Assim que o pai biológico da menina soube do fato, denunciou o caso e, desde aquela data, iniciamos as investigações. Quando os suspeitos souberam que a polícia os procurava, ambos fugiram”, conta.

Depois de oito meses de apurações e trocas de informações com as Forças de Segurança do Ceará, onde havia indícios do paradeiro dos investigados, a PCMG conseguiu pistas de que eles estavam escondidos na cidade de Salitre, no interior daquele estado.

Após confirmação, pedimos auxílio à Polícia Militar cearense para o cumprimento do mandado de prisão. Os irmãos foram presos em um sítio”, informa Lia Valechi.

Segundo a delegada, o homem investigado pelo estupro da enteada tem um filho de 5 anos, com a mãe da vítima, e a família morava em Uberlândia havia algum tempo. Já o irmão dele é suspeito de ter praticado outro estupro na cidade, contra uma sobrinha de 11 anos, cujo caso está sob apuração.