Destaques Polícia

Polícia Militar faz escolta em carregamentos da vacina em MG

20 de janeiro de 2021

Foto: Divulgação

BELO HORIZONTE – Em menos de 24h após a chegada da primeira remessa de vacinas contra a covid-19 em Minas Gerais, todo o primeiro lote do imunizante foi entregue até a tarde desta terça-feira, 19. A Polícia Militar de Minas Gerais, bem como as demais forças de segurança, receberam a missão de realizar a maior operação de entrega de vacinas da história do Estado. Após a operação, várias pessoas começaram a ser vacinadas em Minas.

O primeiro lote da Coronavac, recebida do Governo Federal, aterrissou em solo mineiro na noite de segunda-feira, 18, e, já no Aeroporto Internacional de Confins, teve suas primeiras cinco doses aplicadas em profissionais da saúde.

Em seguida, o plano de transporte das 241 caixas, contendo 577 mil doses, foi detalhado pelo chefe do Gabinete Militar do Governador e coordenador Estadual da Defesa Civil, coronel Osvaldo Souza Marques, e pelo comandante da Diretoria de Operações da Polícia Militar, tenente-coronel Flavio Godinho.

O trabalho da PM começaria às 4h desta terça, quando as doses da vacina saíram e seriam escoltadas da rede frio da Secretaria de Estado da Saúde, na Gameleira, até o Hangar do Governo, de onde saíram para as 28 regionais de saúde do Estado”, disse o coronel Osvaldo Souza.

Segundo informações da PM, 57% das doses foram transportadas por aeronaves e os outros 43% foram transportados por caminhões para as regionais mais próximas de Divinópolis, Sete Lagoas, além de Belo Horizonte. Após a chegada às regionais, cada município busca os imunizantes que serão usados em cada uma das cidades, com escolta da Polícia Militar para dar segurança e agilidade na distribuição.

Segundo o tenente-coronel Godinho, foram empregados cinco aviões e três helicópteros, além de quatro caminhões refrigerados fizeram a distribuição simultânea para diversas regiões do estado de Minas Gerais. As aeronaves são todas orgânicas do Estado e compõem a frota aérea dos órgãos de segurança pública: Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar e Polícia Civil.