Destaques Polícia

Polícia Militar apreende 135 animais na região

Por Ézio Santos / Especial

19 de setembro de 2020

O valor da multa aplicada a quem mantém animal silvestre em cativeiro sem autorização dos órgãos competentes é de R$ 1.625,70. / Foto: Divulgação

PASSOS – De janeiro a junho deste ano, 135 animais que eram mantidos em cativeiro foram apreendidos ou recolhidos na região. A divulgação do número foi realizada pelo comando do 2º Pelotão de Polícia Militar de Meio Ambiente de Passos, na última quinta-feira, 17. De acordo com a lei federal 9.605, de 1998, maltratar ou manter quaisquer espécies da fauna silvestre em cárcere privado é crime que pode resultar em multas e prisão.

O comandante da corporação de Passos, subtenente Eurípedes Teófilo de Souza, revela que 90% das autuações são provenientes de denúncias de terceiros.

Os flagrantes acontecem de forma bastante rara. É muito bom ressaltar que a população está mais consciente e temos registros de muitas entregas voluntárias. No primeiro semestre de 2020 foram 29, contra 106 apreensões de animais”, revelou.

O valor da multa aplicada a quem mantém animal silvestre em cativeiro sem autorização dos órgãos competentes é de R$ 1.625,70. Em casos envolvendo bichos em extinção, a pena sobe para R$ 16.250, e os autores ainda respondem por crime ambiental. A quantia pode aumentar caso as infrações sejam graves ou gravíssimas.

Dentre os cinco grupamentos do 2º Pelotão, o de Cássia foi o que registrou o maior número de apreensões: 58 trinca-ferros em Ibiraci; quatro papagaios, um periquito e um jabuti em Cássia. Na sequência, ficou o de Passos, com 54, incluindo diversas entregas voluntárias. Foram recolhidas, ao todo, 11 maritacas, oito papagaios, dois micos-estrelas, dois tigres d’água, uma onça-parda e uma iguana. Entre os animais apreendidos estão dez canários-da-terra, oito trinca-ferros (em São Sebastião do Paraíso), quatro azulões, três cães, três porcos e um cavalo (em Pratápolis).

Armas

O 2º Pelotão da PMAmb divulgou ainda que, no mesmo período de 2020, houve apreensão de 11 armas de fogo na região. Foram três espingardas em Pratápolis e uma em Itaú, Cássia, Capitólio e Delfinópolis. Além disso, os policiais apreenderam uma carabina em São José da Barra, Itaú e Cássia. Em Passos foi uma garrucha. Também ocorreu uma entrega voluntária, feita por um morador de Itaú de Minas, que tinha uma carabina.