Destaques Polícia

PC identifica suspeita por tentativa de estelionato

11 de julho de 2020

Foto: Divulgação (Site EBC)

BELO HORIZONTE – A Polícia Civil de Minas Gerais identificou uma mulher que se passava por representante de empresa internacional para oferecer testes rápidos de covid-19 ao Estado.

Segundo a polícia, ela também é suspeita de corrupção ativa por oferecer comissão a uma servidora pública para ter preferência na negociação. O crime foi desvendado por meio da operação MedTest.
Segundo apurado, a investigada tinha endereços nas cidades de Goiânia (GO) e São Paulo (SP). Ela chegou a morar em Belo Horizonte, mas se mudou para a capital paulista depois de aplicar golpes a partir de uma empresa de cerimonial. As vítimas eram formandos que a haviam contratado para a realização de festas de conclusão de curso.

As investigações tiveram início em julho, quando a PCMG recebeu informações da Controladoria-Geral do Estado (CGE) sobre o caso. Isso resultou no cumprimento de mandados de busca e apreensão nas cidades de Goiânia (GO) e São Paulo (SP). Na ocasião, também foram arrecadados documentos e materiais relacionados aos crimes de corrupção ativa e tentativa de estelionato contra o Governo de Minas.