Destaques Polícia

Paraíso teve cinco acidentes de trânsito entre terça e sexta-feira

22 de outubro de 2020

Foto: Divulgação

S. S. PARAÍSO – O 2º Pelotão do Corpo de Bombeiros de São Sebastião do Paraíso registrou um aumento no número de acidentes automobilísticos nos últimos dias. De sexta-feira, 16, a domingo, 18, cinco ocorrências graves foram atendidas no perímetro urbano e nas rodovias que cortam o município.

De acordo com dados do 2º Pelotão, dez pessoas ficaram feridas nos acidentes ocorridos no último fim de semana – cinco são da mesma família. Na ocasião, o motorista de um Fiat Uno capotou o veículo na rodovia LMG-836 enquanto tentava acender um cigarro. Um idoso de 70 anos e uma mulher de 29 estavam sem cinto de segurança e foram lançadas para fora do veículo.

Um segundo capotamento foi registrado na tarde de domingo, na MG-050, próximo às Três Fontes. Conforme os bombeiros, o veículo, que seguia sentido Itaú de Minas, capotou e caiu em uma ribanceira devido à pista molhada pela chuva. A vítima, de 28 anos, foi socorrida e passa bem.

Já no perímetro urbano, os bombeiros atenderam três acidentes envolvendo motociclistas e ciclistas. No primeiro deles, na tarde de sexta-feira, um homem de 26 anos sofreu traumatismo craniano após colidir sua moto com um carro, no cruzamento da avenida Afonso Pena com a Juscelino Kubitschek. Ao ser atendida pelos militares, a vítima estava confusa e apresentava escoriações pelo corpo. Ela foi levada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Naquela noite, uma motociclista teve que ser socorrida às pressas depois de sofrer uma crise convulsiva enquanto trafegava pela avenida Dr. Delfim Moreira, no bairro Lagoinha. Apesar do susto, a mulher sofreu algumas escoriações pelo corpo, e foi levada à Santa Casa.

O terceiro acidente dentro da cidade foi registrado na noite de domingo, quando um carro bateu em duas pessoas que transitavam de bicicleta no cruzamento da rua Tenente José Joaquim com a Doutor Jacinto Ferreira Guimarães, no bairro São José. Segundo informações, uma vítima, de 21 anos, precisou ser internada em estado grave na Santa Casa, com traumatismo craniano e cortes contusos pelo corpo. Segundo familiares, ela passa bem. Já o acompanhante, de 15 anos, sofreu apenas escoriações.

De acordo com o sargento Giovani, a maioria dos acidentes no perímetro urbano ocorre pela falta de atenção dos condutores, especialmente os causados nos cruzamentos das vias, devido ao desrespeito às sinalizações de “pare”. Já nas rodovias, o militar declarou que o excesso de velocidade é a principal causa desses acidentes.

As pessoas também precisam estar atentas às condições climáticas, ao estado dos veículos e ao uso do cinto de segurança, como vimos no acidente ocorrido na estrada que liga Paraíso a São Tomás de Aquino, com duas vítimas sendo ejetadas após o capotamento. Não sabemos o estado de saúde delas no momento, porém poderiam ter sido vítimas fatais pela cinemática do ocorrido. Os acidentes são evitáveis enquanto prevenirmos pelo nosso comportamento no trânsito, com respeito e urbanidade e manutenção adequada dos veículos”, concluiu.