Destaques Polícia

Pai é indiciado por estupro contra a filha de 12 anos no Carmo

30 de junho de 2021

segundo a polícia civil, as investigações iniciaram por meio do conselho tutrelar após ouvirem o relato da vítima

C. R. CLARO – Um homem foi indiciado por suspeita de estupro contra a própria filha, uma adolescente de 12 anos, em Carmo do Rio Claro. De acordo com informações da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), o inquérito que investigou o caso foi concluído na última terça-feira.

Ainda segundo a PCMG, as investigações tiveram início por meio do Conselho Tutelar, que relatou que a vítima teria sofrido violência sexual pelo próprio pai. Em depoimento, a adolescente confirmou o abuso e relatou como a violência aconteceu quando ela foi dormir na casa do investigado, visto que os pais são separados.

De acordo com a polícia, o caso aconteceu em julho do ano passado. A mãe relatou que, quando a filha retornou, notou mudança de comportamento por parte da vítima e, depois de um tempo, a adolescente contou o que houve. Já o suspeito alegou que costuma ingerir bebida alcoólica e que não se recorda de ter cometido ato libidinoso contra a filha.

O inquérito foi remetido à Justiça. As investigações foram conduzidas pela equipe da Delegacia de Polícia Civil em Carmo do Rio Claro.

Banheiro

A PCMG concluiu o inquérito que investigou o proprietário de um lava a jato, no bairro Buritis, em Belo Horizonte, suspeito de manter câmeras dentro do banheiro das funcionárias. De acordo com as vítimas, o homem fazia comentários de cunho sexual e tocava em partes íntimas delas sem consentimento.

Policiais da Delegacia Especializada de Investigação à Violência Sexual apuraram que o empresário, de 53 anos, cometeu os crimes de filmar conteúdo com cena de nudez e de importunação sexual contra 12 mulheres que trabalhavam no local. O suspeito, preso em flagrante em março desse ano, foi solto dias depois e aguarda decisão judicial em liberdade.