Destaques Polícia

Homem é preso por filmar enteada e sobrinha

20 de janeiro de 2021

Foto: Divulgação

BELO HORIZONTE – A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu, na última sexta-feira, 15, um homem de 30 anos, suspeito de filmar cenas íntimas da enteada e da sobrinha, de 13 e 14 anos, respectivamente. Ele foi detido em Nova Serrana, região Centro-Oeste do estado.

De acordo com as investigações, o suspeito teria filmado as vítimas de forma oculta enquanto elas utilizavam o banheiro da casa onde ele e as meninas moram. As imagens foram armazenadas no celular do homem. Tão logo tomou conhecimento dos fatos, a delegada responsável pelo caso, Karine Tassara Fernandes, instaurou inquérito policial e, após obter mais informações, representou pela prisão do suspeito, pedido que foi atendido pela Justiça.

O suspeito, que também é investigado por violência doméstica contra a atual companheira, possui extensa ficha criminal, com passagens pela polícia por tráfico de drogas, roubo, furto, ameaça e lesão corporal.

Diante da gravidade da denúncia e da materialidade dos crimes, entendemos pela prisão do suspeito, tendo em vista o risco que essas menores estavam correndo, além do histórico de violência doméstica do suspeito e seu envolvimento no mundo do crime”, conta a delegada ao explicar que recentemente foi concedida medida protetiva em favor da ex-companheira do suspeito.

Na ocasião, a delegada regional em Nova Serrana, Angelita Viane Soares, reforçou a importância da denúncia para o combate de crimes contra mulheres, crianças e idosos. “Para nós, a denúncia é de extrema importância, para que possamos acolher essas vítimas e responsabilizar os autores”, disse. O investigado foi preso e levado à Delegacia de Polícia Civil em Nova Serrana. Posteriormente, o preso foi encaminhado ao sistema prisional, onde se encontra à disposição da Justiça.


Como denunciar

O Aplicativo MG Mulher, disponível para download nos sistemas Android e IOS, foi desenvolvido pela Polícia Civil de Minas Gerais, com apoio da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), e consiste em uma ferramenta voltada para a mulher, especialmente a que está sendo vítima de violência. Denúncias anônimas podem ser realizadas pelo Disque Denúncia, nos telefones 181; ou 180 (Central de Atendimento à Mulher).