Destaques Polícia

Comissão da Aldir Blanc chama PM para manter a ordem

11 de dezembro de 2020

O valor é destinado para temas como artes cênicas, música, audiovisual, literatura, culturas populares e artes visuais. / Foto: Divulgação (Agência Brasil)

PASSOS – No segundo dia de abertura dos envelopes com as propostas para os prêmios da Lei Aldir Blanc, a Comissão de Julgamento se viu obrigada a chamar a Polícia Militar para orientação e apoio, uma vez que alguns dos inscritos estavam causando certo tumulto dentro da prefeitura, no setor de Licitação, onde os membros estão trabalhando.


Você também pode gostar de:

16 postos de combustíveis são fiscalizados em Passos

De acordo com o secretário Municipal de Cultura e Patrimônio Histórico, Carlos Jorge Ribeiro, o Caju, a análise é muito demorada.

Foram inscritos 121 propostas nos módulos 1, 2, 3 e 4. Não é fácil analisar tudo isso de forma irresponsável. Temos seis pessoas na equipe, quatro funcionários da prefeitura fazendo a fiscalização e dois eleitos dentre os artistas, que foram escolhidos pela própria comunidade no dia 9, quando abriríamos os primeiros envelopes”, disse.

Ainda conforme explicou o secretário, o edital é bastante claro com relação ao prazo.

O item 13.1 é a respeito deste prazo. Nós temos 10 dias úteis a contar do dia final das inscrições, que é no dia 23 de dezembro para finalizar a abertura, porém, estamos fazendo um esforço enorme para conseguirmos finalizar em tempo recorde. A partir desta data, contados três dias os artistas podem entrar com recursos, que esperamos não tenha. Mas, precisamos de tranqüilidade para fazer essas análises. Hoje chegou ao ponto de uma servidora que está ajudando de forma voluntária no atendimento ser desacatada e isso não podemos aceitar. Mas, a polícia esteve na prefeitura e nos garantiu que a partir de amanhã estará nos apoiando. O setor abre às 9h e fecha 17h. Estivemos na secretaria dando todo o suporte necessário, orientamos e agora pedimos que todos tenham um pouco de paciência. Não é nossa intenção prejudicar ninguém, mas o edital foi disponibilizado e todos tiveram oportunidade de tirar suas dúvidas. Agora, vamos esperar até que saia a lista de classificados”, afirmou.

Caju convidou inclusive um artista de outra cidade para fazer parte da comissão para ajudar e ter a isenção a respeito dos trabalhos apresentados.