Destaques Polícia

Cemig registra quedas de energia devido a queimadas

23 de julho de 2020

Foto: Divulgação (Agência Brasil)

BELO HORIZONTE – O número de clientes prejudicados por ocorrências no sistema elétrico na área de concessão da Cemig aumentou mais de 100% em maio deste ano, quando comparado ao mês anterior. Somente nos cinco primeiros meses de 2020, a companhia registrou 45 ocorrências que afetaram o fornecimento de energia elétrica para 7.499 unidades consumidoras em Minas Gerais.

E com a chegada do período seco, a partir do fim do primeiro semestre, as ocorrências devem aumentar. Por isso, a Cemig alerta sobre os riscos que essa prática causa ao sistema elétrico e também ao meio ambiente.

Além de queimar postes e cabos condutores, as queimadas podem causar curtos-circuitos que e interromper o fornecimento de energia, podendo prejudicar hospitais, postos de saúde, indústrias e as pessoas que, mais do que nunca devido ao isolamento social, estão dependendo do insumo.

O aquecimento dos cabos e equipamentos da rede elétrica pode levar ao desligamento de linhas de transmissão, linhas de distribuição e subestações e causar graves acidentes com pessoas que estão próximas a estas áreas. Portanto, são muitos os transtornos causados para quem depende da energia elétrica que é interrompida pelas queimadas”, explica o gerente de Saúde e Segurança do Trabalho da Cemig, João José Magalhães Soares.

Uma das grandes preocupações da Cemig é a possibilidade de falta de energia especialmente em hospitais e centros de saúde que, em função do avançar da covid-19 no Estado, cria uma necessidade ainda maior de manutenção do fornecimento de energia com qualidade e sem interrupções, principalmente por possível ação indevida de queimadas próximo às suas instalações. As queimadas, quando atingem o sistema elétrico da Cemig e danificam equipamentos, tornam o restabelecimento mais demorado, o que pode trazer transtornos para todos”, alerta o gerente.

Constantemente, a Cemig realiza ações preventivas, investindo na limpeza de faixas de servidão, com poda de árvores e arbustos e remoção da vegetação ao redor dos postes e torres. A companhia também realiza inspeções em suas linhas de transmissão para identificar e mitigar riscos potenciais para tentar evitar as ocorrências proporcionadas pelas queimadas.

Fazer queimada é crime e as pessoas podem denunciar práticas ilegais, de maneira anônima, ligando gratuitamente para o telefone 181.