Polícia

Bombeiros alertam para risco de queimaduras

30 de abril de 2020

BELO HORIZONTE – O isolamento social imposto pela pandemia da covid-19 e o uso mais constante de álcool em gel para higienizar as mãos e de álcool líquido para limpeza de superfícies acendem um novo alerta nas unidades de saúde e no Corpo de Bombeiros de Minas Gerais (CBMMG): o  aumento no risco de acidentes com o produto químico.

Recente publicação da Sociedade Brasileira de Queimaduras (SBQ) revela um dado alarmante: os médicos que trabalham nos Centros de Tratamentos de Queimados (CTQs) de todo o Brasil têm identificado uma preocupante tendência de aumento de acidentes com queimaduras desde o dia 19 de março, quando a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou a venda do álcool líquido para a população, com o objetivo de combater o coronavírus (covid-19).

Conforme o levantamento realizado pela SBQ, de 19 de março até 15 de abril, foram identificados 122 internações em 25 unidades de atendimento – o Brasil possui 65 – por causa do uso do álcool em gel ou líquido, além dos casos ambulatoriais, de menor complexidade.