Do Leitor

Excelente texto

20 de agosto de 2021

Li, no jornal do dia 14/08/2021, um sábado, o texto da coluna Opinião, escrito pelo engenheiro agrônomo dr. Valterlucio Bessa Campelo. Nome sem acento, assim mesmo, como está no jornal.
Quero dar-lhe minhas congratulações pela excelência da análise feita com bom senso, sem rebusqueios e demonstrando a realidade do que acontece com o atual presidente da República, o capitão da reserva do glorioso Exército Brasileiro, Jair Messias Bolsonaro. Ele é um autêntico democrata acusado de pretender ser ditador pelos seus antigos e atuais adversários (alguns, inimigos mesmo) que se dizem democratas, mas, esquerdistas comunistas e inimigos do povo.

Muitos são corruptos mesmo. Eles conseguem cooptar muitos cidadãos e não qualificarei nenhum deles, respeito opiniões, mesmo não concordando com elas.

Como o capitão acabou com grande parte da roubalheira e os desmandos praticados com o dinheiro do povo, ele só poderia mesmo amealhar uma infinidade de inimigos que mamavam no governo. É claro que não conseguirá “zerar” a corrupção, pois, até um lápis da Fáber e uma caneta Bic afanados por um servidor público, não deixa de ser corrupção. O desperdício de material, a mesma coisa.

Como as obras deixadas pelos anteriores “governantes” estão sendo tocadas e a água vai chegando ao nordeste, acabando com a “indústria da seca” e abrindo os olhos do sofrido povo daquela região, é lógico que os oportunistas de sempre estejam muito zangados!

Querem derrubá-lo de qualquer modo, será que conseguirão ou continuarão zangados e inconformados? Veremos!

Professor Luiz Guilherme Winther de Castro – Carmo do Rio Claro/MG E-mail: [email protected]

Calvário do Cruzeiro

O primeiro turno termina na próxima rodada e o time do Cruzeiro não conseguiu ganhar de CSA, CRB, Confiança, Vitória, Operário, Goiás, Coritiba, Remo, Avaí, Botafogo, Guarani, Vila Nova, Londrina e Sampaio Correia, e desde 2020 não conseguiu chegar à 12ª posição. Os discursos são os mesmos. A zaga mais vazada está comprometendo todo o trabalho. Já está na hora de o discurso ser transformado em vitórias.

Ivan Print – Itabira/MG