Do Leitor

Estado laico e desmilitarizado

11 de junho de 2021

A história testemunha que, em todas as vezes que a religião se instalou no Estado e em que ele foi militarizado – vejam-se os estados islâmicos e o nazismo da Alemanha – a liberdade se esvaiu. Por isso, a maioria dos países democráticos preconizam em suas constituições a laicidade do Estado e o exercício civil do poder. Mesmo no maior império de todos os tempos, Roma, formado à base de sua força militar, havia regras rígidas para proteger a governo civil: os generais não podiam entrar na cidade com suas tropas; o limite era o Rubicão. Hoje, corremos o duplo risco de contaminação por instituições religiosas de rigorosos preceitos e por militares, ao mesmo tempo.

Raul Moreira Pinto – Passos/MG

Brasileiro no Egito

Sobre o médico brasileiro do nariz vermelho no Egito, essa é fácil demais de responder: trata-se de mais um brasileiro idiota querendo fazer gracinha e angariar seguidores não tão menos idiotas! Mais um que não tem o mínimo respeito pelo próximo e faz da internet um estilo de vida superior ao dos outros. Acorda pra vida, garotão!

Roberto Amorim – Belo Horizonte /MG

Alimentos transgênico

Sinceramente, muito triste por correr o risco de não mais comer alimentos à base de trigo se a CTNBIo liberar na próxima quinta-feira, 10 de junho, o trigo transgênico HB4. É um atentado à saúde pública e ao meio ambiente permitir a comercialização de trigo com glufosinato de amônio, classificado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como potencialmente cancerígeno, 15 vezes mais tóxico do que o herbicida comumente mais usado nas plantações e proibido na Europa e em outros países. Já não temos a quem recorrer, seja por falta de apoio para deter a disseminação da COVID-19, seja por estar ingerindo alimentos caros e envenenados.

Daniel Marques – Virginópolis/MG