Do Leitor

Esportes, as medalhas da dedicação!

1 de setembro de 2021

Dentre os muitos Ministério que consta na relação de instituições administrativas do país esteve o Ministério dos Esportes, atualmente anexado ao Ministério da Cidadania, por uma questão compartilhamento de interesses sociais e que, neste caso, continua com a responsabilidade da construção da política nacional de esportes no país.

Esse Ministério, que como o nome já diz, trata de todas as questões administrativas que envolvem o universo dos esportes no Brasil. Dentre essas circunstâncias estão:
O Bolsa Atleta que tem a responsabilidade de organizar e dinamizar o esporte brasileiro por categorias que são: Atletas de Base, Estudantil, Nacional, Internacional, Olímpico/Paraolímpico e Pódio.

Todos os atletas enquadrados dentro dessas modalidades têm acesso a um apoio financeiro, concedido por parte do governo federal, que vai de um valor módico, não atualizados, de R$ 370,00(trezentos e setenta reais) aos atletas de base ao valor máximo, que é de R$ 15 000,00 (quinze mil reais) que é dedicado aos atletas na categoria máster e que disputam as tão sonhadas medalhas de ouro nas Olimpíadas internacionais.

De todos os atletas que participaram dessa Olimpíada no Japão, as informações que são divulgadas é que só os atletas que compõem a seleção brasileira de futebol não recebem apoio, incentivo financeiro vindo da esfera federal. Os demais atletas, são apoiados, incentivados financeiramente a fim de que possam se dedicar, intensivamente, aos seus esforços em direção ao caminho das medalhas tão cobiçadas no cenário olímpico internacional.

Dos 302 atletas que disputaram os jogos de 2021, 242 foram amparados pelo programa de auxílio Bolsa Atleta, durante todo o tempo de suas preparações físicas para o evento o que equivale a 80% da delegação.

O que assistimos nessas Olimpíadas do Japão foi ver a nossa música (Hino Nacional) tocar mais do que os outros encontros anteriores, vindo do arrancar da alma dos esforços pessoais dos atletas que dedicaram a sua abnegação total, a outros valores sociais, a fim de que pudessem chegar ao pódium Olímpico e mostrar que o caminho do sucesso passa pela disciplina, foco, dedicação e determinação aos seus objetivos esportivos maiores.

Vai aqui o reconhecimento tão especial aos esportistas que não se sagraram vencedores por uma questão de segundos ou centímetros em suas ações esportivas.
Muito obrigado a todos!

Cícero Maia – Brasília/DF E-mail: [email protected]