Do Leitor

Encontrei comunistas…

22 de Maio de 2021

Li a carta ao leitor nesta coluna sobre este assunto, não concordo com o que foi escrito. Tive oportunidade de conversar com comunistas importantes, especialmente com Regis Debret, (que depois foi conviver com Ché Guevara), para quem o Comunismo ia salvar o mundo! (Debret, e muitos outros foram decepcionados, pois no Partido encontraram bastante corrupção) Comunismo é a grande Utopia do século XX. O Partido (que deve ser confundido com o Estado) deve suprir a todas as nossas necessidades. E se for assim, porque vou trabalhar. Tudo no fim é resolvido pelo Estado. O Estado (= o Partido) é dono de tudo. Podemos encontrar raízes no Evangelho de São Lucas (cap 18,v22): “…vende tudo quanto tens, reparte-o pelos pobres, e terá um tesouro no céu…

Empresário que trata corretamente seus funcionários não tem valor? Deve vender tudo? Tudo deve ser resolvido pelo Estado? O grande leme é “O fim justifica os meios”: Se o Partido resolve que, para o bem de todos, devo matar você, meu dever é matá-lo, pronto! e não recebo dinheiro para isto. Na realidade dinheiro é um mal necessário, nunca encontramos algo para substituí-lo. Quando houve a Copa de Futebol em Moscou, algo me chamou a atenção: O Comunismo não destruiu nem os palácios dos Tzares, nem as Igrejas, fez deles museus. As grandes nações (Rússia, China…) viram que o Comunismo não funciona, e hoje, praticamente, são capitalistas, procuram o lucro, assim como o Tio Sam! O Comunismo morreu por si só, ninguém precisou matá-lo!

Pierre Bedouch – Passos/MG


De desculpas

Na CPI, o senador Humberto Costa (PT-PE) sugeriu que o ex-ministro Pazuello pedisse desculpas ao Brasil. Como sugestão ao senador, antes de qualquer coisa ele poderia pedir desculpas ao Brasil pelo fato de o ex-presidente Lula da Silva e o PT, seu partido, terem patrocinado a maior onda de assaltos a esta Nação, ao longo de 16 anos, levando o Brasil à beira do abismo – inclusive moral.

Milton Cordova Junior – Vicente Pires/DF