Do Leitor

Do Leitor: A gripinha

30 de março de 2020

‘Sans sortir, s´en tirer” ou “sans sortir, s´en sortir”, isto é , no nosso idioma “Sem sair (de casa), para sair dessa”. Na França também devem ficar enclausurados para talvez escapar da “gripinha” do Jair. Como recomendou nosso chefe, não devemos ficar apavorados pois alguns sobreviverão… Rezemos para sermos um deles. A equipe econômica de Brasilia deve mudar sua previsão do crescimento do PIB 2020, não será de 0,20%, mas bem negativo.
Quem viverá verá!

Pierre Bedouch – Passos/MG

Desespero

A tuberculose, hepatite, pneumonia, aids, malária, rotavírus, cólera, meningite e febre amarela matam muito mais do que o coronavírus. O Covid-19 derrubou as principais bolsas de valores do mundo nas últimas semanas. Quando alguém perde muito dinheiro na bolsa, alguém ganha na mesma proporção, pois as operações de compra e venda são casadas. As companhias aéreas, hotéis e empresas de turismo tiveram perdas muito significativas. O pânico se instalou em todo o hemisfério norte, onde ainda é inverno, que é a época mais propícia para se espalhar o coronavírus. Escolas, museus, teatros e salas de eventos foram fechadas. É preciso cuidar da saúde, mas o terror complica a solução de qualquer problema.

José Carlos Saraiva da Costa – Belo Horizonte/MG

Isolamento vertical

O isolamento vertical, defendido pelo presidente da República, deverá ser implementado, porém de forma dosada e adaptado a cada Estado da Federação. As atividades fundamentais devem continuar, especialmente a produção de alimentos. Precisamos evitar o desabastecimento das cidades, sob pena de provocar uma revolta popular, com saques e extremos de violência, só passíveis de ser contidos com a presença das forças militares nas ruas. Espero que os políticos entendam que esta não é hora de fazer política, mas, sim, de cuidar da sociedade, protegendo os cidadãos mais frágeis e liberando os demais para o trabalho.

Mário Negrão Borgonovi – Rio de Janeiro/RJ