Do Leitor

Cotidiano surreal

14 de junho de 2021

Pra quem acompanhou a vida na política brasileira, antes e durante o golpe no Brasil, na Globo, no Jornal Nacional, na Globo News, Veja, com Sergio Moro, depois migrou pra Lacombe, Alexandre Garcia, Diogo Mainardi, Constantino, Coppola, Edir Macedo, saiba que desde aquele tempo; e antes dele, e hoje; eu acompanho a vida brasileira pelas construções da sociedade civil, pelas políticas públicas, pelos indicadores, pelo Diário Oficial, pelas votações na Câmara e no Senado e pelos indicadores da qualidade de vida da população. Então tá difícil conversar com vocês sobre política porque não é o que vocês conversam.

Além do mais estamos reféns da nossa própria covardia porque todo mundo sabe da velocidade da justiça no Brasil e que o Bolsonaro é culpado e que será condenado; até porque nem mesmo essa justiça lenta e quase parando, literalmente, o aguenta mais. Ele mente de manhã, de tarde e à noite e deve sonhar com mentiras também, e comete crimes e é corrupto e se elegeu por fake news. E vai passar.
E todo mundo sabe que até lá a justiça permitirá muitos horrores deles todos para, só lá na frente, admiti-los, e são horrores irreparáveis para nós e para o país.
Estamos num filme trágico com final previsível que ninguém dá uma pausa nem mete um bico.

Ricardo Piantino – Passos/MG E-mail: [email protected]

Retrocesso

Alberto Fernández, presidente da Argentina e amigo de Lula da Silva, mostrou seu desprezo em relação ao povo brasileiro dizendo que somos originários da “selva”, enquanto os “hermanos” vieram de barco da Europa. A esquerda com o sonho jurássico de implantar o socialismo está retomando o poder na América Latina.

O negacionismo, a irresponsabilidade e o despreparo de Bolsonaro entregarão de bandeja o governo ao criminoso mais honesto e inocente da nossa história graças ao STF.
Será a volta do atraso e da malfadada política Sul-Sul.

José Alcides Muller – Avaré/SP