Do Leitor

As consequências da nulidade do processo

17 de fevereiro de 2021

A ideia de salvar provas produzidas em processo nulo – acho – não é boa. A suspeição do juiz foi revelada precisamente na produção da prova. O árbitro não pode promover a justiça do resultado do jogo marcando pênalti inexistente em favor da equipe que se mostrou melhor. Só a Deus é permitido escrever o certo por linhas tortas; as regras do homem devem ser respeitadas rigorosamente.

Raul Moreira Pinto – Passos/MG


Pretensões de Doria

Depois de 26 anos no poder no maior estado da nação, este é o retrato da gestão do partido de João Doria na saúde pública: corte de R$ 23 milhões na saúde em Bauru. Onde temos uma lista de espera por cirurgias com 16 mil pessoas em diversas áreas, como gastro, neurologia, ortopedia etc., e outras 20 mil pessoas aguardando a realização de exames de endoscopia, radioterapia, eletrocardiograma etc.

É inaceitável que essa situação, que perdura há muitos anos castigando a população de quase 400 mil habitantes de Bauru, permaneça sem solução por parte de um governo que teve tempo suficiente para investir na saúde dos paulistas e não o fez em 26 anos. Pois é esse o governador que se arvora em dizer que sairá candidato à Presidência nas próximas eleições. É preciso que os brasileiros de SP e do Brasil levem muito a sério a eleição de 2022; os dois atuais postulantes já demonstraram não ter a mínima capacidade de gestão pública.

Rafael Moia Filho – Bauru/SP


Vacinação

O objetivo maior da vacinação é o fim da contaminação e da perda de vidas. É uma situação que exige de organismos governamentais da área da saúde o empenho necessário para que todos os milhões de brasileiros sejam atendidos. Não apenas milhares. E o fim da contaminação, vai proporcionar também a retomada das atividades na economia e na área social. Portanto, todos os segmentos sociais precisam se empenhar para que não fiquemos submetidos a debates e procedimentos inadequados. O momento exige seriedade.

Uriel Villas Boas – Santos/SP