Do Leitor

Ano sem perspectiva

4 de março de 2021

Em março do ano passado, foi decretado o lockdown após os primeiros casos do coronavírus terem sido confirmados no Brasil, e o que pensávamos que duraria algumas semanas acabou se arrastando por meses, e agora, um ano depois, a pandemia ainda segue sem perspectiva de acabar. Essa situação atual do país, com milhares de mortos e um número altíssimo de infectados, além do grande problema econômico, é reflexo de uma gestão governamental despreparada e incapaz de administrar o Brasil.

O presidente, durante todo esse tempo, agiu com imprudência inúmeras vezes, desacreditando a ciência, promovendo e incentivando aglomerações e sendo contra as medidas de segurança como máscara, álcool em gel e isolamento social, além de não ter promovido boas políticas visando à produção e distribuição da vacina de maneira rápida no Brasil.

Eduardo Martins – Belo Horizonte /MG


Deltan

Se o Deltan Dallagnol era de direita pros petistas e agora é de esquerda pros bolsonaristas, ele é o cara certo. Viva o Deltan!

Elisabeth Migliavacca – São Paulo/SP


PEC da impunidade

Vergonhosa atitude da Câmara dos deputados que ao invés de solicitarem urgência para adquirir vacina contra covid19 ocupam a tribuna para amenizarem os processos contra o baixo clero representado por Flordelis e Daniel Silveira apenas para agradar o presidente Bolsonaro. Ainda pior é o fato de estarem criando uma PEC da impunidade que visa blindar os deputados em suas ações antiéticas e criminosas.

Inacreditável que a sociedade brasileira aceite que o plenário mais caro do planeta utilize tempo, recursos e pessoal apenas para livrar seus pares das garras da lei. Arthur Lira começa sua presidência na Câmara aceitando tudo que existe de pior na política brasileira e contrária aos princípios constitucionais, éticos e morais. Resta-nos aguardar que nas próximas eleições o povo escolha somente novos representantes.

Daniel Marques – Virginópolis/MG