Vítimas de acidente são sepultadas

Família morreu em decorrência de uma cabeça d?água no complexo de cachoeiras do Parque Ecológico do Paredão, em Guapé. prefeitura deve abrir sindicância para apurar negligência no caso

3 de janeiro de 2020

GUAPÉ – Foram sepultados nesta quinta-feira, 2, em Campos Gerais, os corpos do casal Émerson Magalhães Couto, de 45 anos, e Áurea Carvalho Magalhães, de 39, e da filha deles, Dafne Carvalho de Magalhães Couto, de 17 anos. Eles morreram em decorrência de uma cabeça d’água no complexo de cachoeiras do Parque Ecológico do Paredão, em Guapé. Ontem, as buscas continuavam por precaução, mas até o fechamento desta edição não foram encontrados outros desaparecidos. O velório foi realizado em uma igreja evangélica. O casal tinha uma filha de 22 anos, que não estava com a família no momento da tragédia.A Prefeitura de Guapé decretou luto oficial de três dias e informou que pretende abrir uma sindicância para apurar se houve negligência por parte do parque.