Valor cobrado pela AGU em ações de improbidade salta seis vezes em 2019

30 de dezembro de 2019

SÃO PAULO – A Advocacia-Geral da União ajuizou em 2019 cerca de 200 ações de improbidade administrativa por meio das quais cobra de pessoas acusadas por irregularidades R$ 4,1 bilhões, valor quase seis vezes maior do que os R$ 713 milhões registrados no ano anterior.Para o advogado-geral da União, André Mendonça, os números “refletem a eficiência do trabalho desenvolvido pela AGU no combate à corrupção”.“Nós reestruturamos todo o grupo proativo, dando a ele mais capacidade de propositura de ações”, destaca Mendonça. “Quanto às investigações específicas da alavancagem fruto dos acordos de leniência, por exemplo, já temos as primeiras decisões de bloqueio de bens. Então houve uma série de decisões micro e macro, em termos de gestão, que viabilizaram isso.”