Rodrigo Pacheco diz que ‘não é justo’ que a água de Minas seja usada para garantir navegabilidade em São Paulo

10 de março de 2020

BELO HORIZONTE – Em entrevista na manhã desta segunda-feira 9, o líder do Democratas no Senado, Rodrigo Pacheco (MG), disse que “não é justo” que a Represa de Furnas, maior extensão de água de Minas Gerais, seja usada para abastecer a hidrovia Paraná-Tietê, em São Paulo. Informações oficiosas apontam que o baixo nível da Represa de Furnas, no Sul e Sudoeste do estado, deve-se ao uso da água da represa para abastecer a hidrovia, no Rio Tietê.Para comprovar a veracidade da informação, Rodrigo Pacheco vai solicitar, ao Instituto de Criminalística da Polícia Federal, uma perícia em Furnas. “Não podemos pagar o pato disso. Não é justo que a água de Minas seja usada para garantir a navegabilidade, em São Paulo. Se essa realmente for a causa, é perfeitamente possível resolver o problema, fazendo uma obra, em São Paulo, para não precisar fazer essa vazão no Lago de Furnas”, frisou.