Quase sete mil MEIs estão inadimplentes na região

14 de fevereiro de 2020

PASSOS — Números do Portal do Empreendedor mostram que 37,34% dos Microempreendedores Individuais (MEIs) da região encerraram o ano em inadimplência. Ao todo, dos 18.506 optantes pelo sistema, 11.595 pagaram todos os Documentos de Arrecadação do Simples Nacional (DAs), enquanto que 6.911 não conseguiram realizar a quitação.

A figura do MEI foi criada no fim de 2008 como uma política pública para a formalização e a inclusão previdenciária de trabalhadores por conta própria com renda anual de até R$81 mil. Mesmo o valor mensal da contribuição sendo considerado baixo, de no mínimo R$50, quase 38% dos empreendedores ficaram com mensalidades em aberto. São Tomás de Aquino, Passos, São João Batista do Glória e Itaú de Minas destacaram-se com os percentuais mais elevados, de 52,49%, 43,49%, 43,06% e 40,79%, respectivamente.

Apesar do território passense estar entre as localidades com maiores taxas de inadimplência, dos 5.686 microempreendedores individuais da cidade, 3.213 quitaram os DAs, o que representa o percentual de 56,51%. São Sebastião do Paraíso, com 3.413 MEIs, tem 66,07% adimplentes, e 33,93% inadimplentes, e Piumhi, que possui 1.914 optantes, registrou 1.202 pagamentos.

Por último, Bom Jesus da Penha, com 152 MEIs cadastrados, é o município com maior taxa de adimplência: apenas três microempreendedores não conseguiram quitar a taxa, representando 1,97% de não pagamentos.

Cresce o número de optantes pelo Simei

 

PASSOS — O número de microempreendedores que optaram pelo Simei na região cresceu 18,01% em um ano. Na última contagem do Portal do Empreendedor, realizada no sábado, 8, foram registrados 19.065 cadastrados, ante 16.155 no mesmo período de 2019.

O Simei é o sistema de recolhimento em valores fixos mensais dos tributos abrangidos pelo Simples Nacional, devidos pelo microempreendedor individual, conforme previsto no artigo 18-A da Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006. Em resumo, é um sistema de pagamento de tributos unificados em valores fixos mensais.

Passos apresentou alta de 19,83% e passou de 4.901 optantes para 5.873. São Sebastião do Paraíso, cidade que registrou, em fevereiro do ano passado, 2.980 cadastros, obteve 534 novos registros e chegou a 3.514, enquanto Piumhi, que detinha 1.677, tem, na atualidade, 1.953.