‘Órfãos da Terra’ vence o Rose D’Or Awards

Travessia dos Refugiados, um dos enfoques da novela que a Globo exibiu, venceu a tradicional premiação que aconteceu em Londres e destacou as principais produções globais no mercado audiovisual

4 de dezembro de 2019

A novela ‘Órfãos da Terra’, da Globo, teve sua qualidade reconhecida pelo prestigioso Rose D’Or Awards. A trama foi a vencedora da categoria Soaps or Telenovelas. O Rose D’Or é uma das mais importantes premiações entretenimento e já acontece há 58 anos, tendo homenageado ícones da TV mundial em sua história. A cerimônia de premiação aconteceu neste domingo (1º) no Kings Place, em Londres, em um evento de gala que reuniu nomes importantes da indústria do entretenimento mundial.

Escrita por Thelma Guedes e Duca Rachid – ganhadoras do Emmy Internacional de Melhor Novela em 2014 por ‘Joia Rara’ – e com direção de Gustavo Fernández, ‘Órfãos da Terra’ emocionou o público com a história de amor proibido entre Jamil (Renato Góes) e Laila (Julia Dalavia), dois refugiados sírios que precisam deixar sua terra natal e partem para o Brasil para reconstruírem suas vidas.

A novela abordou a questão dos refugiados como pano de fundo para criar uma história cativante e emocionante, tendo como ingredientes principais a empatia, a diversidade cultural e a superação em nome do amor. Na trama, Laila está prometida em casamento ao poderoso sheik Aziz (Herson Capri), e foge com seus pais para São Paulo. O sheik, então, envia seu afilhado Jamil para o Brasil, no intuito de levar Laila de volta e obrigá-la a cumprir o contrato de casamento. Mas Jamil acaba se apaixonando por Laila e os dois decidem se casar, despertando a ira de Aziz. Depois que o sheik é assassinado, a sua filha Dalila (Alice Wegmann) dá sequência ao plano de vingança do pai, fazendo de tudo para separar o casal.

Extrapolando as telas da TV e as plataformas digitais, a novela teve uma parceria técnica com o ACNUR (Agência da ONU para Refugiados), que contou com a colaboração de uma arquiteta da agência para a montagem do campo de refugiados cenográfico, com a disponibilização de uniformes e tendas reais de operações humanitárias – que foram substituídas pela Globo por novas unidades habitacionais – e com informações sobre o contexto de deslocamento forçado e integração sociocultural das pessoas refugiadas. Além disso, o elenco também contou com a atuação de um refugiado sírio, Kaysar Dadour, que trouxe um olhar real para o seu personagem.

“Estamos muito felizes em receber esse importante reconhecimento, que é o Rose D’Or. Nosso desejo com ‘Órfãos da Terra’ foi jogar luz em histórias por um mundo com menos guerras, muros e fronteiras restritas, e com mais empatia, compaixão e amor. Um mundo em que todos possam ser filhos de nossa grande nação ‘real’: o Planeta Terra”, agradeceram Thelma Guedes e Duca Rachid.