Motorola apresenta modelos G8 e G8 Power no Brasil

7 de março de 2020

A Motorola anunciou nesta quinta-feira, 5, o lançamento no Brasil de dois novos modelos da família Moto G8. São eles o Moto G8 e o Moto G8 Power, que vêm completar a linha anunciada pela empresa no final de 2019 – na ocasião, foram anunciados o Moto G8 Play e o Moto G8 Plus.

Com sistema de câmeras triplas e quádruplas, respectivamente, os dois dispositivos também trazem atualizações na bateria e querem trazer bom custo-benefício ao consumidor.

O Moto G8 vem para ser a versão mais básica – e mais barata – da família. Com três câmeras traseiras, o dispositivo tem foco a laser, câmera principal de 16MP e tecnologia ultra-angular.

A bateria é de 4000 mAh, com autonomia estimada para um dia inteiro de uso, e a tela do celular também possui 6,4 polegadas. Nas cores azul e branca, o Moto G8 sai por R$ 1,3 mil. O aparelho traz ainda 4 GB de memória RAM, armazenamento de 64 GB e processador octa-core Qualcomm Snapdragon 665.

Já o Moto G8 Power tem como principal destaque a duração da bateria – ideia já colocada em mercado com o Moto G7 Power, lançado em 2019. Com autonomia estimada em dois dias sem recarga – a variar de acordo com o uso – a bateria possui 5000 mAh. A tecnologia Quad Câmera também está presente pela primeira vez em um modelo da família Moto G.

Além disso, o modelo, que pode ser encontrado nas cores azul e preta, tem zoom óptico e câmera ultra-angular. Na tela, 6,4” e tecnologia Max Vision Full HD+, que melhora a nitidez na exibição. Assim como o irmão mais simples, o Moto G8 Power tem também 4 GB de memória RAM, armazenamento de 64 GB e processador octa-core Qualcomm Snapdragon 665. Com todas essas especificações, o Moto G8 Power chega às lojas pelo preço de R$ 1,6 mil.

Segundo Thiago Masuchette, gerente de produtos da Motorola, dividir a apresentação dos produtos da linha Moto G8 faz parte da estratégia de se manter no mercado com novos produtos, com intenção de não ficar para trás em relação às concorrentes.

Masuchette afirmou, ainda, que a intenção da Motorola é oferecer um celular que possa ser acessível ao poder de compra do público brasileiro. De acordo com dados da empresa, desde 2013, já foram vendidos mais de 100 milhões de celulares da linha Moto G, sendo 40 milhões de aparelhos somente no mercado brasileiro.

“A grande mensagem que a gente transmite do Moto G é referente ao custo-benefício.

 

O mercado vai ter telefone para todos os gostos e todos os bolsos. O nosso foco é nesse segmento que está interessado em ter algumas das funcionalidades premium mas ao mesmo tempo não quer gastar muito para ter esses recursos no seu telefone”, explicou Masuchette.