Fortaleza e Barra podem ter recursos bloqueados

21 de fevereiro de 2020

FORTALEZA DE MINAS – Os municípios de Fortaleza de Minas e São José da Barra estão com as prestações de contas atrasadas e correm o risco de terem repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) bloqueados. Em face do atraso no envio de informações aos órgãos de controle devido ao bloqueio do acesso ao sistema de contas pela empresa Administração Pública para Municípios Ltda (ADPM), que prestava serviço de software para as duas cidades, Fortaleza já se encontra impedida de firmar convênios e receber emendas orçamentárias tanto da União quanto do Estado.De acordo com o prefeito de Fortaleza, Adenilson Queiroz (PSB), as irregularidades são relativas ao fechamento contábil do Exercício 2019. “Por quatorze exercícios fiscais (2006/2019), a empresa ADPM prestou serviços ao município e ao Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Fortaleza de Minas (IMPRESFORT), fornecendo assessoria/consultoria e sistemas de gestão pública de sua propriedade. Agora se sente no direito de não concluir os trabalhos referentes ao exercício 2019. É muita covardia”, lamentou o prefeito.