Do Leitor: O Papa ‘pisou na bola’

18 de fevereiro de 2020

E pisou feio, pisou no tomate maduro também e o resultado foi uma lambreca danada. A reunião do Papa Bergoglio e o ex futuro presidiário foi um desastre para a Igreja católica. Jesus quando escolheu seus apóstolos partiu do princípio de aceitar aqueles que possuíam pouco ou nada de qualidade, porem viraram aquela pagina e passaram a viver a fé e praticar a partir dali o bem e tão somente o bem.

Está muito claro e só não vê quem não quer ou se esconde na penumbra da ilusão, de que o ex futuro presidiário foi àquele líder católico para fazer seu costumeiro comercial. Nem religião esse traste tem, e pior, continua mentindo, se fazendo de anjo e em plena campanha eleitoral pré-matura ao PT, pois ele mesmo para se candidatar tem que pagar pelos crimes que cometeu e outros que estão em pleno curso de investigação. Lembrando que ficha suja como é o caso, tem que cumprir todas as sentenças e só após 8 anos da última poderá se candidatar, o que se dará quando ele tiver lá seus 155 anos de idade. Vai ter fé assim lá no Vaticano…

Sempre com tendências esquerdistas, o Papa assim agindo se coloca no topo dentre os piores Papas da história da religião católica.

Como antecessores, Alexandre VI (1.492 a 1.503), que desviou muito dinheiro para a familia e mandou matar hereges. Urbano VI (1.378 a 1.389), que era literalmente louco e dava surtos violentos, tanto que em sua gestão foi eleito um segundo Papa. Famoso por sua alta vaidade, mandou pintar uma criança de ouro para se apresentar em Roma no dia que iniciou o papado. Leão X (1.513 a 1.521), famoso por sua alta vaidade, mandou pintar uma criança de ouro para se apresentar em Roma no dia que iniciou o papado. Gastou tudo que era reserva de dinheiro que tinha na época com suas extravagâncias.   Bonifácio VIII (1.294 a 1.303), comparo esse ao ditador Venezuelano Hugo Chaves, arrogante, absoluto, provocador e mal caráter, como o ex futuro ex presidiário também que se encaixa em seu perfil. Não acreditava em Deus, dizia que hóstia era apenas farinha e água, invadiu a cidade de Palestina na Itália em 1.298 e matou mais de 6.000 pessoas.  João XII (955 a 964), esse talvez o mais maldoso, mandou castrar padres, estuprava meninas, mandava cegar padres, incluía em seus cultos deuses e o demônio. Sérgio III (904 a 911), esse era puteiro e teve um filho João XI, que também foi Papa.

Hoje a história se repete, Bergoglio e um ex futuro presidiário, o maior corrupto do mundo, assassinou centenas de milhares de pessoas tirando dinheiro da saúde, segurança e educação, para si e sua turma. Ainda estamos pagando a conta que herdamos desse tirano e  ladrão.

Sou católico mas não tenho esse Papa como meu líder. Se mimou e fez afagos nesse traste, é porque estão juntos, portanto estão no mesmo nível.

César de Pádua Amorim – Passos/MG