Do Leitor: Nova Folha

10 de fevereiro de 2020

Se tivéssemos o poder de voltar aos idos de 1900, do tempo do "Boi de invernada" aos idos de 1943, quando da realização da 1ª Exposição Agropecuária de Passos entenderíamos a importância da imprensa escrita e falada, jornais "O Sudoeste", “A Gazeta de Passos", Rádio Passos, noticiando a pujança da pecuária e lavoura no nosso municipio.

Hoje temos o jornal "Folha da Manhã" que cumpre uma responsabilidade social de grande valor local e regional, junto as rádios e TV.

Queremos registrar os nossos cumprimentos aos senhores pela implantação do "Novo Formato" desse conceituado órgão de comunicação.

Tempos modernos, desafiantes e ao mesmo tempo compensadores!…

O SinRural, seus associados e colaboradores registram os seus aplausos pela nova empreitada.
Atenciosamente.

Darlan Esper Kallas – Presidente SinRural – Passos/MG

Quem diria Selic a 4,25%

Da maldita herança petista que quebrou nossa economia, e também elevou taxa básica Selic para 14,5%, quem diria, que, hoje, esta taxa básica chegaria a 4,25%, como, felizmente, assim decidiu nesta quarta-feira o Banco Central, na reunião do Copom?!

E que, descontada a inflação temos juro real de primeiro mundo de 0,91%! Porém, devemos reconhecer, que, foi na gestão de Michel Temer, com a aprovação do Teto de Gastos, reforma trabalhista, estatais mais eficientes, etc., que conseguiu domar a inflação permitindo a redução da Selic, de 14,5% para 6,5%.

E, conforme preveem os analistas de mercado, existe a possibilidade de na próxima reunião no mês de março, a Selic cair para 4%. Que vai favorecer ainda mais as contas publicas, com menor dispêndio de juros sobre a alta dívida publica. E também, um alívio para empresas e consumidores finais, com a esperada oferta de credito pelos bancos com juros menores.

Ou seja, ganha o Brasil!

Paulo Panossian – São Carlos/SP