Do leitor: Hemominas

7 de fevereiro de 2020

Recebi e agradeço uma ligação do prefeito Renatinho Ourives para esclarecer que ele não teve qualquer interferência na exoneração do Dr. Flávio Ribeiro e do Chiquinho no Hemominas. Lamento que não tenha defendido a permanência deles no cargo e brigado com a Coordenadora do Hemominas por isso; lamento também que o senhor prefeito não consiga enxergar sua parcela de culpa, afinal se o Município estivesse de fato cumprindo na íntegra com o Convênio essa situação toda não existiria. Espero também que na próxima semana a gente não seja surpreendido com a nomeação de alguma esposa de Secretário ou de Diretor, tornaria tudo menos imoral.

Eu lamento muito o que aconteceu com o Dr. Flávio e pergunto se o senhor, que é Presidente da Ameg, não vai reunir os Prefeitos e ir a Regional do Hemominas solicitar a permanência do Dr. Flávio e do Chiquinho?! Afinal, agora é o momento de juntarmos então as nossas forças políticas em prol de manter aqueles que sempre carregaram o Hemominas nas costas mesmo diante de todas as dificuldades.

Da minha parte eu já estou acionando os Deputados e a Secretaria de Saúde; e o que o Sr. vai fazer para impedir que a exoneração seja efetivada? Jogar a culpa no Estado é fácil, temos é que brigar pelos nossos cidadãos que estão ali na linha de frente e que soam a camisa em prol de atender os municípios e de muitas vezes proteger a ineficiência do Município e do Estado. Então espero sua ligação pra me dizer qual será a ação do Prefeito para reverter e se precisar da minha ajuda estou a disposição, porque eu não sou maldosa, apenas não gosto de injustiça. O mínimo que o Sr Prefeito pode fazer é brigar por quem há anos tem carregado o Hemoninas nas costas.

Obrigada e vamos amadurecer e parar de me bloquear no Whatsapp, de não atender as ligações de alguns vereadores e de ficar procrastinando a reunião com os loteadores.

 

Priscila Fagundes – Passos/MG

 

Coronavírus

 

Em época de globalização, o mal também engloba o planeta. Após infectar cerca de 6 mil pessoas e causar 132 mortes na China, o agente viral “corona” tem pacientes confirmados em mais 15 países, com 3 casos suspeitos no Brasil. Atualmente, até o vírus é made in China. S.O.S.!

 

J. S. Decol – São Paulo/SP