Dia a Dia: Hipnose, hipnoterapia e a problemática dos mitos

5 de março de 2020

Faz parte de um senso comum a crença de que a prática da hipnose esteja relacionada a afirmações incorretas, devido a difusão da técnica utilizada no âmbito do espetáculo. A problemática que surge em detrimento de tais preceitos é a recusa ou desconhecimento da hipnose clínica voltada para a resolução de patologias mentais e recuperação geral, tanto física, tanto psíquica.

A disponibilização da informação tem sua necessidade evidenciada graças a este desafio primeiramente apresentado, onde confusões acerca da propagação de conceitos errôneos dificultam ou impedem a busca por tratamento utilizando técnicas de hipnose.

A hipnose se caracteriza pela indução de um estado de relaxamento profundo, que aguça a concentração, foco e o potencial de imaginação. Tem como objetivo singular transpor as barreiras do fator crítico consciente, de forma que este, alcance o subconsciente e estabeleça uma conexão que possa realizar sugestões específicas ao paciente dedicado.

Quando nos referimos a hipnose de espetáculo, ou de palco, somos acometidos pelos pensamentos que direcionam a prática às demonstrações de entretenimento, geralmente associadas a finalidade de constranger, envergonhar e surpreender os espectadores e participantes. Esta prática, por sua vez, busca apontar para o potencial de transformação e de sugestão da prática para a mente inconsciente.

Enquanto a hipnose de palco tem por objetivo o entretenimento, a hipnose clínica não assume desvios particulares em prol do espetáculo. A hipnoterapia tem como missão o tratamento de doenças e problemas enraizados.

Os caminhos percorridos pela hipnose desde a clássica até modelos mais atuais, como a prática Ericksoniana, demonstram os patamares que puderam ser mapeados graças a pesquisadores, profissionais e pacientes que assumiram a responsabilidade devida com a técnica da hipnose. Foi partindo da seriedade e da problemática em sanar as problemáticas que envolvem as pessoas que a prática fora desenvolvida.

Os benefícios que são proporcionados pelos modelos atuais de hipnose, envolvem o tratamento especializado e direcionado a resolução de patologias mentais e problemas que acometem as pessoas de todas as idades. Alguns dos amparos cedidos pela técnica são: Aumento de percepção, da confiança pessoal e da plasticidade da memória, conexão e comunicação com os níveis profundos da mente humana, orientação e autorregulamentação das convicções e mudanças almejadas.

Alguns dos mitos severamente difundidos acerca da prática giram entorno de preocupações exageradas e afirmações prejudiciais sobre o estado de hipnose. Algumas dúvidas frente a realização da técnica são referentes à controle mental, estar inconsciente durante as sessões, nunca mais poder se lembrar, ou acordar depois de passar pelo tratamento. No entanto, nenhuma dessas afirmações é correta.

Os pacientes não adormecem durante o transe, apenas atingem um estado hipnótico, ou seja, um nível de relaxamento profundo que embora semelhante ao sono fisiológico, depende da cooperação entre a pessoa e o hipnoterapeuta. Sendo assim, o paciente torna-se responsável pelo próprio transe e pode interromper, ou continuar a prática conforme sua própria vontade, estando ciente do que acontece ao seu redor e das orientações de seu hipnoterapeuta.

A hipnoterapia é um tratamento complementar certificado pela Organização Mundial de Saúde e pode ser a solução para inúmeras patologias que acometem a população mundial, sendo integrada nos novos modelos de saúde por atender e adicionar eficiência na resolução de doenças e problemáticas profundas.

Lembre-se! Suas dores não precisam ser escondidas e podem ser curadas, ou amenizadas. Não permita que sua chance de recuperação seja comprometida por inseguranças, afirmações duvidosas e retome o controle de sua vida. O primeiro passo é ser sincero consigo mesmo e logo após, permitir-se buscar ajudar.

Não é preciso ter vergonha para consultar um profissional da saúde. Estamos juntos nessa jornada dos sentidos.

ORONILCE DONIZETE FIGUEIREDO JÚNIOR é psicólogo, hipnoterapeuta e proprietário da clínica Auto Domínio.