Defesa do consumidor: ‘Anatel Consumidor’

12 de dezembro de 2019

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) lançou, no final de novembro, duas novas ferramentas que vão ampliar a transparência do setor frente aos usuários. São elas: o Anatel Consumidor e os Painéis de Dados. Conforme a agência, a Anatel Consumidor substituiu o sistema Focus, tornando a ferramenta mais eficaz e atualizada para o recebimento de reclamações e questionamentos dos consumidores.

Como utilizar

Para utilizar o sistema, o usuário pode acessar o portal da Anatel ou baixar o aplicativo para celular. É necessário realizar um cadastro e, a partir daí, é possível registrar a reclamação contra a prestadora, que deverá dar um retorno em até dez dias corridos. A ferramenta permite que o consumidor reabra o chamado e avalie o atendimento.

Dados setoriais

Em relação aos Painéis de Dados, a Anatel explica que o objetivo é disseminar dados setoriais do órgão. A ferramenta vai disponibilizar uma série de gráficos, mapas, dados segmentados e planilhas que podem ser úteis para consumidores, empresas, consultorias, órgãos públicos e veículos de imprensa. Atualmente, estão disponíveis dados sobre sete temas: acesso, certificação de produtos, consumidor, espectro e órbita, outorga e licenciamento, qualidade e regulamentação.

Golpe usa Nubank

Um novo golpe aplicado na Internet tem utilizado o nome do Nubank para acessar os dados pessoais e bancários de clientes e não clientes do banco. Conforme alerta, o Reclame Aqui, este tipo de crime é bastante comum, conhecido como phishing, que consiste no envio de links suspeitos por meio das redes sociais ou e-mail. Nesta tentativa de golpe, é solicitado ao usuário para que ele clique em um botão para finalizar um cadastro, que, na verdade, leva a vítima a um formulário para completar seus dados como CPF, telefone, endereço e senha. Este formulário nada mais é do que um link controlado por criminosos.

Atividade criminosa

Ao Reclame Aqui, o Nubank informou que, por se tratar de uma atividade criminosa, sempre irá colaborar com as autoridades competentes para investigar e coibir este tipo de ação. Inclusive, recomendou aos clientes reportarem esse tipo de ocorrência ao banco por meio dos canais de atendimento (chat, e-mail ou telefone), para que o conteúdo possa ser direcionado ao time de especialistas.