Coluna de Minas: ‘Percursos gerais’ atenderá região

19 de dezembro de 2019

O Norte de Minas vai ter 21 municípios no programa “Percursos Gerais: Trajetória para Autonomia”, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), que busca pela redução das múltiplas formas de vulnerabilidade social. A proposta é que o programa seja executado nos municípios mineiros com o menor Índice de Desenvolvimento Humano Municipal. Ao todo, 73 municípios de 12 diferentes regionais da Sedese vão ser atendidos até 2021. Na primeira fase somente 16 cidades vão ser contempladas: Água Boa, Ataleia, Bartópolis, Caraí, Catuji, Crisólita, Frei Gaspar, Fronteira dos Vales, Itaipé, Ladainha, Novo Cruzeiro, Novo Oriente de Minas, Ouro Verde de Minas, Padre Paraíso, Santa Helena de Minas e Setubinha. (Gazeta Norte Mineira – Montes Claros)

 

Câmara faz livro sobre nome das escolas

Representantes da maioria das escolas públicas de Varginha receberam, na manhã da última segunda-feira, 16, um exemplar do livro “Quem Foi” a história por trás dos nomes das escolas públicas de Varginha, produzido pela Câmara Municipal de Varginha. A cerimônia para lançamento e entrega do livro foi realizada no plenário da Câmara. Cada escola pública municipal e estadual presente recebeu um exemplar da obra. As que não compareceram receberão seu exemplar posteriormente, podendo deixar à disposição da comunidade escolar a publicação. O livro também será entregue nas bibliotecas do Município e já está disponível no site da Câmara, na página inicial e pode ser baixado. (Diário Correio do Sul- Varginha)

 

Prêmio Boas Práticas Ambientais entregue

Com o objetivo de identificar, difundir e estimular a realização de ações sustentáveis na realização de programas e atividades de caráter socioambiental, dando visibilidade aos trabalhos de sucesso, a Administração Municipal, por meio da secretaria de Gestão Ambiental, lançou o Prêmio “Saint-Hilaire de Boas Práticas Ambientais”. A cerimônia de entrega dos troféus e certificados aos vencedores vai ser realizada nesta quarta-feira, 18, na Praça Ferreira Pires, a partir das 19 horas. O evento, aberto ao público, faz parte da programação especial de Natal prepara pela atual gestão. (Jornal Nova Imprensa- Formiga)

Comitiva alemã tem estudo do monotrilho

Na terça-feira, 17, aconteceu a entrega do estudo preliminar de viabilidade técnica, financeira e ambiental do monotrilho de Poços. O prefeito Sérgio Azevedo recebeu o projeto da empresa alemã TÜV Rheinland e ele contempla diagnóstico urbano, diagnóstico de mobilidade, sistemas de transporte, demanda de passageiros, entre outros. A versão final, já com os custos de viabilização, deve ser entregue no final de janeiro de 2020. A entrega do documento foi realizada no gabinete do prefeito, durante coletiva à imprensa. Uma comitiva alemã, composta por integrantes das empresas International Monorail Association, IMRail e ProResus, além dos dirigentes brasileiros da TÜV Rheinland, fez a entrega do documento e explanou parte dos estudos para imprensa e autoridades presentes. (Jornal Mantiqueira – Poços de Caldas)

 

Uberaba passa a emitir Licenciamento

Prefeitura de Uberaba sai na vanguarda e assina Convênio de Cooperação Técnica e Administrativa com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, para o licenciamento ambiental até a Classe 6 e a autorização de supressão de árvores protegidas e Bioma Mata Atlântica, sendo que Uberaba a primeira cidade do Estado a ter tal competência. A assinatura do convênio aconteceu na manhã de terça-feira, 17, com a presença do secretário de Estado do Meio Ambiente, Germano Luiz Gomes Vieira, o prefeito Paulo Piau, e do diretor do Instituto Estadual de Florestas, Antônio Augusto Melo Malard, do secretário do Meio Ambiente Marlus Salomão e do presidente da Codiub, Denis Silva. (Jornal de Uberaba)

 

Iprem anuncia redução de atendimento

A direção do Instituto de Previdência Municipal de Governador Valadares (Iprem-GV) anunciou que, a partir de sexta-feira, 20, o Plano de Assistência Médica (PAM) dos servidores valadarenses vai ter horário de atendimento reduzido: vai passar a ser de meio-dia às 17h30. Segundo a direção do Iprem, a medida é para preservar o plano e evitar sua extinção, uma vez que há débitos do município em valores acima de R$ 6,3 milhões, acumulados desde 2011. A diretora-geral do instituto, Jane Moufarreg Diniz, estuda ainda um reajuste na alíquota de contribuição para manter o PAM. (Diário do Rio Doce) 

 

Divulgação

Divulgação