Coluna De Minas: OP é escolhida para abrir projeto nacional

25 de janeiro de 2020

OP é escolhida para abrir projeto nacional

Uma comitiva da Fundação Nacional de Artes (Funarte) se reuniu com o secretário de Cultura e Patrimônio de Ouro Preto, Zaqueu Astoni, e com o diretor de Eventos da Secretaria Municipal de Turismo, Indústria e Comércio, Alex Brito, para apresentar o Projeto Bossa Criativa, Arte de Toda Gente. Este projeto nacional vai percorrer nove cidade reconhecidas como patrimônio cultural mundial desenvolvendo diversas ações ligadas à arte, cultura e turismo. O objetivo é incentivar a sustentabilidade da economia criativa desses locais. No ano em que se completam 40 anos da conquista do título de Patrimônio Mundial de Ouro Preto, a cidade foi escolhida como primeira parada das ações, que devem acontecer ainda no primeiro semestre deste ano. (Jornal Voz Ativa- Ouro Preto)

Codanorte aprova usina de triagem 

O Consórcio de Desenvolvimento Sustentável do Norte de Minas aprovou a instalação de mais três Usinas de Triagem e Compostagem, a serem instaladas nas cidades de Januária, Japonvar e Brasília de Minas, em investimentos estimados de R$1,6 milhões. Na reunião o secretário-executivo Enilson Francisco e o engenheiro ambiental Pedro Maia mostraram as planilhas para os prefeitos e assessores dos mais de 15 municípios envolvidos. O projeto inicial previa a instalação da Usina de Triagem e Compostagem na cidade de Pedras de Maria da Cruz, mas o prefeito Sebastião Carlos Chaves de Medeiros explicou que a adesão de Januária ao projeto provocaria reformulação no projeto. (Gazeta Norte Mineira- Montes Claros)

20% dos eleitores ficam de fora da biometria

A pouco mais de 20 dias úteis do fim do prazo para o recadastramento biométrico, é possível calcular que a Justiça Eleitoral não vai ter tempo suficiente para receber os 148.666 eleitores que permanecem com o título desatualizado em Juiz de Fora. Isso porque a capacidade de atendimento diário nos dois postos disponíveis na cidade é de duas mil pessoas. Mesmo com a realização de plantões, como o que está marcado para este sábado, 25, na Câmara Municipal, a previsão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) é de que, com o comparecimento atual, cerca de 20% do eleitorado juiz-forano fique sem votar nas eleições municipais de 2020. Para conseguir concluir o processo ainda a tempo deste pleito, seria necessário atender mais de 7.400 eleitores por dia. (Tribuna de Minas- Juiz de Fora)

Divinópolis é a 4ª com mais recursos

A “Cidade do Divino” não tem buscado apoio do Governo do Estado para o desenvolvimento de atividades ligadas ao Esporte. É o que mostra o relatório da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, que compreende o período entre 2014 e 2019, divulgado na última terça-feira, 21. Segundo o documento, a regional de Divinópolis apresenta bons números, sendo a quarta que mais recebeu recursos através da legislação, no entanto, a sede não tem se mostrado atuante na área.A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), regional com sede em Divinópolis, composta por 60 cidades e distritos, protocolou 81 projetos – o quarto maior número dentre as 22 unidades. (Jornal Agora- Divinópolis)

Saúde vai receber doses extras de pentavalente

A Vigilância Epidemiológica teve confirmação da Superintendência Regional de Saúde de Pouso Alegre, da qual Poços de Caldas faz parte, de que na próxima semana o município vai receber mais doses da vacina pentavalente, que imuniza contra cinco doenças: difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e meningite causada pela bactéria Haemophillus influenzae. Constante no calendário nacional de imunização, a pentavalente deve ser aplicada em bebês, aos dois, quatro e seis meses de vida. No final da semana passada, o município recebeu 522 doses, depois de um mês de desabastecimento. A procura nas salas de vacinação foi intensa desde a segunda-feira, 20, o que zerou o quantitativo de doses na policlínica e nas unidades básicas de saúde Jardim São Paulo e Nova Aurora. (Jornal Mantiqueira- Poços de Caldas)

Vale renova apoio econômico aos municípios
A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil (AMIG) e municípios mineradores se reuniram com a Vale S.A para debater a continuidade do apoio econômico temporário às dez cidades que foram impactadas com a paralisação das atividades da mineradora, após o rompimento da barragem Mina do Feijão, em Brumadinho. O compromisso institucional da Vale com a AMIG e com as cidades mineradoras de Minas Gerais, em relação ao um acordo firmado com a Associação, foi renovada para as cotas referentes aos meses de novembro e
dezembro de 2019.