Coluna de Minas: Câmara terá aplicativo

5 de março de 2020

A atual Mesa Diretora da Câmara de Sete Lagoas está antenada na evolução no modo de comunicação entre pessoas e instituições. Prova disso é a criação de uma nova forma de contato do cidadão com os vereadores e também com os departamentos da Câmara. Em uma tela de fácil entendimento, quem baixar o app vai ter, de cara, uma opção “fala cidadão”. No espaço, a pessoa poderá reivindicar dos vereadores melhorias em sua rua. O cidadão vai ter a possibilidade de fazer a foto de um buraco, por exemplo, e escolher para qual vereador quer encaminhar a demanda. (Boca do Povo – Sete Lagoas)

 

Unidade de conservação

 

Com rica biodiversidade, que contempla mais de 100 espécies de aves e animais silvestres, mata nativa preservada, margeando por 1 quilômetro o lago da represa de Capim Branco, a Fazendinha Águas Vivas vai ampliar a área de proteção ambiental com a criação de uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN). Com isso, as atividades de conscientização ambiental promovidas pelo Departamento Municipal de Água e Esgoto no local vão poder ser ainda mais efetivas em 2020. Desde 2018, o espaço sedia as visitas guiadas à comunidade por meio do Programa Escola Água Cidadã (Peac). (Diário de Uberlândia)

 

Projeto vai selecionar jovens

 

Estão abertas as inscrições da segunda edição do projeto O Futuro do Rio Doce Somos Nós para selecionar 150 jovens que queiram atuar na reparação de sua região e desejam construir uma rede de transformadores ao longo da bacia do rio Doce. O projeto, feito em parceria com o Instituto Elos, faz parte de iniciativas da Fundação Renova para o desenvolvimento de jovens talentos na bacia do rio Doce para capacitar, mobilizar e apoiar o desenvolvimento de iniciativas sociais, culturais e ambientais nos municípios impactados pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG). (Portal da Cidade- Mariana)

 

Caratinga contemplada

 

Começou a funcionar em Caratinga o Programa Viver- Envelhecimento Ativo e Saudável, que consiste em uma política pública, já existente no país, voltada à pessoa idosa. O programa tem por objetivos: oportunizar a inclusão digital da pessoa idosa, contribuindo no acesso de forma segura às redes sociais, caixas eletrônicos e etc., na educação, promovendo a alfabetização, proporcionando ao idoso maior autonomia, na saúde, disseminando informações através de palestras, debates e campanhas, bem como, disponibilizar à pessoa idosa a prática de atividades físicas e lazer, propiciando um envelhecer com bem estar físico e psicossocial. (Jornal das Montanhas- Manhuaçu)

 

Poços debate Plano Diretor

 

Uma audiência pública debateu a revisão do Plano Diretor do município de Poços de Caldas. O evento contou com boa participação popular e o objetivo foi discutir o texto elaborado pela Secretaria de Planejamento, Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (Seplan), que define as diretrizes para o desenvolvimento da cidade. Durante a audiência foram levantados vários pontos sobre a revisão, como a falta de participação popular, ausência de um diagnóstico da atual situação da cidade e poucas referências a questões como meio ambiente e mobilidade urbana. (Jornal da Mantiqueira – Poços de Caldas) 

 

Divulgação

Divulgação