Coluna de Minas: Audiência debaterá concessão

17 de fevereiro de 2020

A Prefeitura e o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) promovem na terça-feira, 18, audiência pública para debater a minuta do edital de concessão onerosa dos pontos turísticos de Poços de Caldas. O evento tem início às 10h, na Urca. A audiência pública é uma das etapas do processo de concessão onerosa dos pontos turísticos à iniciativa privada. Uma outra etapa é a realização de reuniões, chamadas de "road show" com possíveis investidores interessados na concessão. As reuniões já aconteceram em São Paulo e Belo Horizonte. (Jornal da Cidade – Poços de Caldas)

 

Redução de vereadores

 

A Câmara Municipal de Teófilo Otoni discutiu e votou pela 2ª vez o Projeto de Lei que visava reduzir o número de vereadores. O projeto de autoria do vereador Cajaíba, votado pela 1ª vez em novembro de 2018, em regime de urgência, visava reduzir o número de vereadores de 19 para 11. Na mesma sessão, o vereador Northon Neiva entrou com uma emenda para baixar de 19 para 15, entendendo que esse número seria ideal partindo do número de habitantes na cidade. Se são 150 mil habitantes, ficaria 1 vereador para cada 10 mil. Mas a matéria foi rejeitada. (Diário Tribuna – Teófilo Otoni)

 

Atingidos definem indenização

 

A Matriz de Danos usada como base de cálculo para indenizações a atingidos pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, vai poder ser atualizada para valores mais próximos àqueles perdidos pelas vítimas. Isto por que, nesta terça-feira, 11, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) recusou por unanimidade recurso da Samarco, Vale e BHP Billiton, contra a liberação do valor para pagamento da Matriz de Danos dos atingidos, estimado em cerca de R$ 1,5 milhão. Em suma, a decisão legitimiza a base de cálculo independente para indenizações que foi requisitada pelas vítimas. (Portal Cidade- Mariana)

 

Caratinga deve regularizar coleta

 

O presidente Jair Bolsonaro assinou na última quarta-feira, 12, o decreto que regulamenta a logística reversa de produtos eletroeletrônicos, determinando que empresas do setor a implantem sistemas de coleta desse tipo de resíduo, dando destinação correta. 44 municípios de Minas Gerais são alvo deste sistema, incluindo Caratinga e Manhuaçu. Dentre os produtos objeto de coleta, estão aparelhos de ar condicionado; telefones celulares e sem fio; fogão; painéis fotovoltaicos; relógios; computadores e ventiladores. (Diário de Caratinga)

 

Projeto soltou 17 mil peixes

 

Nascidos e criados na beira do Rio Itamarandiba, os irmãos Dilson e Hélio Gomes, convivendo com uma natureza vasta e um Rio cheio de peixes, foram vendo com o passar do tempo uma redução significativa de peixes no rio, vendo o Rio se acabando, e os peixes sumindo, resultado da pesca predatória. Incomodados com aquela situação, os irmãos se juntaram para tentar amenizar o problema, então começaram a pedir a família para ajudá-los a repovoar o Rio Itamarandiba, daí então o pai, os irmãos, primos e tios se juntaram com eles e conseguiram arrecadar o valor para a compra de mais de 7 mil peixes. (Gazeta dos Vales- Capelinha)

 

OP é reforçada como nova matriz

Ouro Preto tem se preparado para se tornar um grande indutor de tecnologia na Região dos Inconfidentes. O executivo municipal tem se empenhado em tomar medidas que facilitem a permanência de organizações tecnológicas e ao mesmo tempo atraiam outras empresas com atividades ligadas à tecnologia. Dentre as medidas já tomadas, está a lei de incentivo de bases tecnológicas sancionada pelo prefeito Júlio Pimenta e que dispõe sobre incentivos fiscais para empresas do ramo. 

 

Divulgação

Divulgação