Colégio Del Rey completa 20 anos

27 de fevereiro de 2020

Inaugurado em primeiro de março de 2000 com o propósito de atender 180 alunos do Ensino Fundamental e Médio, o Colégio Del Rey teve como primeiro endereço a rua Mogiana, nº 401, contudo naquele momento o Sesi estava em pleno funcionamento no prédio. Surpreendentemente, a procura inicial pelo Colégio superou a capacidade das dependências e a diretoria precisou buscar novas instalações para receber a demanda. Assim, foram 19 anos localizada no centro, na Praça da Matriz.

A fundadora e diretora geral da instituição, Orlanda do Nascimento Andrade, relembrou a época da inauguração do Colégio como um momento sagrado, que contou com a presença dos primeiros alunos, professores e colaboradores. Passadas duas décadas, Orlanda constata que o tempo fluiu com tamanha rapidez, de tal forma que hoje, muitos dos alunos são filhos de ex-estudantes.

Atualmente com 18 turmas, cerca de 40 professores e 30 colaboradores, o Del Rey retomou ao local da sua primeira sede, no prédio em que ficava instalado o Sesi. Em uma área com 16 mil metros quadrados, munida de equipamentos para a prática desportiva e arborizada, Orlanda acredita fornecer os pilares fundamentais para a formação integral, refletidos nos bons resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), por exemplo, em que o Colégio foi classificado por quatro vezes, 1º lugar.

Orlanda também mencionou que a inserção da educação bilíngue aconteceu no ano de 2013, para alunos a partir de dois anos de idade, de forma curricular. “Como parte do programa bilíngue, os alunos podem cursar high school e participar dos intercâmbios internacionais”, acrescentou a diretora geral.

Durante essa trajetória de 20 anos, muitos colaboradores seguiram crescendo com o Del Rey, como a orientadora educacional Marli Aparecida Ferreira Soares, que já soma 15 anos na carreira com a instituição. “Meu sentimento de pertença histórica na escola me alegra e inspira pois há um crescimento real e um resultado considerável na vida de nossos educandos, tanto os atuais como dos ex-alunos”, garantiu.

Aqueles que já passaram pelo Colégio, hoje adultos, não medem elogios e reconhecimentos ao quanto essa formação foi crucial para suas conquistas pessoais. Formada em Comunicação Social com ênfase em Cinema, Marina Lemos Piotto é ex-aluna da instituição e atualmente se dedica a produção executiva na área cinematográfica brasileira.

Marina estudou no Del Rey no 6º ano do Ensino Fundamental e permaneceu até completar o Ensino Médio. “Nunca me esqueço do quanto meus professores e amigos foram importantes na minha caminhada, devo muito a minha formação”, declarou, mencionando que foi uma adolescente inquieta e questionadora. “O Colégio me trouxe disciplina e ajudou a transformar meus objetivos em realidade”, avaliou.

E até quem não teve uma estadia tão longa no Colégio não tem dúvidas quanto a importância da instituição em sua vida profissional. “Não foi o método de estudo, foi a atmosfera”, responde a ex-aluna e atual cientista do Woods Hole Research Center, nos EUA, Ludmila Rattis Teixeira, quanto ao diferencial da escola.

Ludmila estudou no Del Rey por um ano, na primeira turma da 3ª série do Ensino Médio, em 2003. “Lá aprendi a ter empatia pelos colegas e também aprendi que minha formação profissional iria além de ser aprovada no vestibular. Para ter sucesso na carreira eu deveria ter disciplina, respeitar meus limites e ser persistente”, complementou.