Caso completa 20 meses! Anistia Internacional lembra Marielle em prédios do Rio

31 de outubro de 2019

<div id="infocoweb"><div id="infocoweb_cabecalho"><a target="_blank" href="https://www.ig.com.br/"><img src="https://gestor.infocoweb.com.br/images/logo_ig.png" alt="source"></a></div><div id="infocoweb_corpo"><div class="gd12"> <figure class="foto-legenda undefined"> <span> <img src="https://statig2.akamaized.net/bancodeimagens/bl/zl/rr/blzlrrjot8mf516a10p7gqcah.jpg" title="Ato da Anistia Internacional para lembrar os 20 meses do assassinato da Marielle Franco. Ponto de Projeção Palácio Guanabara." alt="Rio" /> </span> <title>arrow-options</title> <figcaption class="undefined"> <cite>Domingos Peixoto / Agência</cite> <div class="undefined">Ato da Anistia Internacional para lembrar os 20 meses do assassinato da Marielle Franco. Ponto de Projeção Palácio Guanabara.</div> </figcaption> </figure> </div> <p class="">Nesta quarta-feira (13), completam-se 20 meses desde o assassinato da vereadora Marielle Franco e de seu motorista, Anderson Gomes. Na intenção de cobrar das autoridades a resolução da investigação e pedir justiça, a Anistia Internacional realizou projeções nos prédios do Palácio Guanabara, sede do governo estadual, do Ministério Público do Rio — que está à frente das investigações —, da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e da Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro. Entre as mensagens, "Justiça para Marielle".</p> <p> <a href="https://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2019-11-14/ocde-cobra-que-stf-derrube-liminar-favoravel-a-flavio-bolsonaro.html" target="_blank" data-mce-href="https://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2019-11-14/ocde-cobra-que-stf-derrube-liminar-favoravel-a-flavio-bolsonaro.html">Leia também:&nbsp;OCDE cobra que STF derrube liminar favorável a Flávio Bolsonaro</a> </p> <p align="justify">Para a Anistia, atualmente a investigação do caso <strong>Marielle</strong> está como um labirinto, que precisa ser solucionado o quanto antes.</p> <p align="justify">"As autoridades responsáveis pela investigação têm a obrigação de dar respostas, não através de vazamentos, mas por vias oficiais e com transparência. Justiça para Marielle e Anderson só estará garantida quando todos os envolvidos nessas mortes tiverem sido identificados, levados à justiça e submetidos a julgamentos justos, imparciais, transparentes e céleres, doa a quem doer", disse um comunicado da entidade.</p> <h3>Resumo das investigações</h3> <p>O Ministério Público do Rio recebeu na última quarta-feira (31 de outubro) o resultado da perícia nos áudios da portaria do condomínio Vivendas da Barra. </p> <p>Segundo as promotoras, as gravações provam que quem autorizou a entrada do ex-PM Élcio Queiroz no condomínio foi o sargento reformado da Polícia Militar Ronnie Lessa, e não alguém na casa do presidente Jair Bolsonaro, como afirmou um porteiro em dois depoimentos à <strong>Polícia Civil</strong> .</p> <p></p> <p> <a href="https://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2019-11-13/witzel-lamenta-morte-de-crianca-e-critica-bolsonaro-falta-combatitividade.html" target="_blank" data-mce-href="https://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2019-11-13/witzel-lamenta-morte-de-crianca-e-critica-bolsonaro-falta-combatitividade.html">Leia também:&nbsp;Witzel lamenta morte de criança e crítica Bolsonaro: ‘Falta combatitividade'</a> </p> <p>De acordo com as investigações, Lessa e Queiroz estavam no Cobalt prata de onde partiram os disparos contra <strong>Marielle</strong> e Anderson em 14 de março de 2018. Com a divulgação dos áudios, ficou provado que os dois se encontraram na Barra no dia dos crimes. </p> <p>O caso das gravações ganhou repercussão após uma reportagem do Jornal Nacional revelar as declarações do porteiro à polícia e lembrar que <strong>Bolsonaro</strong> se encontrava em Brasília no dia do crime.</p> <p></p></div><div id="infocoweb_rodape">Fonte: <a target="_blank" href="http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2019-11-14/caso-completa-20-meses-anistia-internacional-lembra-marielle-em-predios-do-rio.html">IG Política</a></div></div>