Previdência

Golpe do 13º do INSS

11 de Maio de 2021

Criminosos têm aproveitado o aumento das transações digitais e o anúncio do adiantamento do 13º a aposentados e pensionistas do INSS por causa da pandemia da Covid-19 para intensificar a aplicação de golpes. A maioria consiste na manipulação psicológica da vítima para que ela forneça informações confidenciais, como senhas e números de cartões e de documentos pessoais. Alguns já são velhos conhecidos, como os empréstimos consignados feitos em nome do aposentado, que vai pagar as parcelas sem nunca ter recebido a grana emprestada.


O que você também vai ler neste artigo:

  • Antecipação
  • Registro
  • Outros golpes
  • Como evitar
  • Atrasados

Antecipação

Já entre os mais recentes está o que promete antecipar o pagamento do 13º do INSS se a vítima informar dados pessoais e enviar uma foto por WhatsApp. Com essas informações, os golpistas já conseguem realizar operações fraudulentas. A recomendação do INSS e de especialistas em segurança é não informar senhas e números de documentos por telefone, WhatsApp e sites desconhecidos e sempre buscar o banco ou o instituto previdenciário se suspeitar do contato recebido ou tiver dúvidas sobre a renda. Pelo site Meu INSS é possível acompanhar o pagamento do benefício e seus descontos.

Registro

Se for vítima de um golpe, o primeiro passo é registrar um boletim de ocorrência com a polícia. O documento será necessário para providências administrativas e judiciais que sejam necessárias. Depois, procure o banco onde recebe o benefício e peça o cancelamento da operação, se for possível, e o ressarcimento dos valores sacados pelo criminoso.

Outros golpes

Entre os golpes que estão sendo aplicados, existe o de prova de vida on line: criminosos ligam para aposentados e pensionistas, informando a necessidade de fazer a prova de vida on-line, por causa da pandemia Os golpistas falam todos os dados pessoais do beneficiário e depois enviam uma mensagem, por WhatsApp, pedindo para que o aposentado envie uma foto de um documento para finalizar o processo. Com os dados confirmados e a foto do documento, os criminosos podem realizar fraudes financeiras.

Como evitar

O INSS alerta que as pessoas que receberem a ligação devem desligar o telefone, não fornecendo nenhuma informação. O INSS não liga para os segurados nem entra em contato pelo WhatsApp. A comprovação vem sendo realizada normalmente nas agências bancárias.

Atrasados

Outro golpe é o de atrasados para receber. O criminoso entra em contato informando que o aposentado tem valores atrasados do seu benefício para receber da Previdência. Porém, existe uma suposta “taxa” cobrada para liberar esse valor. Então o golpista solicita que seja feito um depósito numa conta bancária para liberar o pagamento. O melhor fazer é não passar dados e desligar a ligação!