Previdência

Fila de espera do INSS

12 de Maio de 2020

As aglomerações de desempregados que buscam auxílio emergencial nas agências da Caixa tiraram do noticiário outra crise: a da fila de pedidos de benefícios previdenciários. Neste momento, cerca de 1,1 milhão de segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) esperam além do prazo legal de 45 dias por uma resposta às suas solicitações de aposentadorias, pensões e auxílios-doença. Apesar de invisível, pois não é presencial, a fila do INSS também reúne pessoas com necessidades tão urgentes quanto às de brasileiros que perderam renda após o início da quarentena de combate ao coronavírus.

Fila cai

O INSS afirma que a fila vem caindo. Desde o início deste ano, a redução foi de 200 mil requerimentos. O órgão também iniciou na semana passada a seleção de 8.230 servidores aposentados e militares da reserva para trabalhar temporariamente na Previdência. Com o apoio das novas contratações de servidores aposentados, a expectativa do INSS é eliminar a fila de espera além de 45 dias ainda neste ano. A meta, até o momento, não foi apontada como comprometida devido à crise do coronavírus.

Adaptações

A adaptação dos sistemas do INSS à reforma da Previdência contribuiu para que mais pedidos de benefícios entrassem na fila de espera Agora, com as mudanças concluídas, os segurados precisam se adaptar a acompanhar a distância o andamento das suas
solicitações

Acesso

O portal Meu INSS está disponível no site meu.inss.gov.br ou por aplicativo para Android e IOS. Ao fazer o cadastro no Meu INSS, o segurado poderá ser informado do resultado de pedidos de benefícios pelo celular ou por email. Além disso, terá acesso a mais serviços, como a consulta ao extrato de contribuições previdenciárias no Cnis. O campo para cadastrar a senha está na tela inicial do Meu INSS. O cadastro exige dados pessoais e que o segurado responda algumas perguntas sobre seus vínculos de emprego e benefícios recebidos. Após a realização do cadastro, todas as informações sobre pedidos estarão disponíveis no campo “Agendamentos/
Solicitações

Para quem está na fila

Fichas de pedidos de aposentadoria que ainda não foram analisados aparecem com as informações em destaque: “Atendimento à distância” e a data da solicitação; a situação aparecerá como “Em análise”. A modalidade de aposentadoria a distância, ou automática, existe desde 2018 e vem ganhando espaço. O INSS realizou 9,4 milhões de análises de pedidos de benefícios em 2019 e, desse total, 1,1 milhão de solicitações tiveram respostas automáticas. Vínculos de emprego, contribuições facultativas e autônomas ficam registrados no Cnis (Cadastro Nacional de Informações Sociais)