Meio Ambiente

4º Prêmio Boas Práticas

25 de fevereiro de 2021

Seis propostas inovadoras desenvolvidas por entidades públicas e privadas foram homenageadas na 4ª edição do Prêmio Boas Práticas Ambientais, promovido anualmente pelo Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema). Com o tema “Tecnologias Sociais e Sustentáveis”, a premiação contemplou os projetos em duas categorias distintas que, por meio da inovação tecnológica e das tecnologias sociais, buscam oferecer soluções sustentáveis às principais questões ambientais em diferentes partes do Estado.


O que você também vai ler neste artigo:

  • Membranas
  • Destaques para reciclagem
  • Pró Rio

Membranas

A categoria “Melhor Prática ou Projeto de Inovação Tecnológica voltado ao Meio Ambiente” contou com três premiações. O projeto “Membranas recicladas de baixo custo no tratamento descentralizado de água e de esgoto em situações de vulnerabilidade socioeconômica e ambiental”, desenvolvido pelo Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), foi contemplado com o primeiro lugar desta edição. O segundo lugar ficou com o Instituto Refloraguas do Brasil, que promove a construção de mini barragens destinadas à contenção das águas de chuvas, equipadas com tubulação de controle de vazão e voltadas à recuperação do Rio Machados/Araçuaí, no Vale do Jequitinhonha. Encerrando a lista de premiados da categoria, a Prefeitura de Unaí, no Noroeste de Minas, foi contemplada com a terceira colocação pelo projeto “O isopor ia virar lixo, virou benefício!”

Destaques para reciclagem

Outros três projetos foram contemplados na categoria “Melhor Prática ou Projeto de Tecnologia Social com Impactos Positivos no Meio Ambiente”. A Prefeitura de Glaucilândia, no Norte de Minas, recebeu a primeira colocação pelo projeto “Reciclar: menos lixo, mais segurança alimentar”. Primeiro lugar na categoria “Melhor Prática ou Projeto de Tecnologia Social com Impactos Positivos no Meio Ambiente”, projeto desenvolvido pela Prefeitura de Glaucilândia incentiva população da zona rural do município a promover a
reciclagem

Pró Rio

O Movimento Pró Rio Todos os Santos e Mucuri levou o segundo lugar com o projeto “10 envolver: Saneamento Básico Rural”, que promove o acesso ao saneamento básico a agricultores familiares em municípios de baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M), por meio da difusão de tecnologias sociais, do fomento de políticas públicas e da promoção de educação ambiental. O terceiro lugar ficou com o projeto “Coleta Seletiva Solidária”, desenvolvido pela Associação de Catadores de Materiais Recicláveis e Reaproveitáveis de Ouro Branco, município localizado na Região Central do Estado. Por meio de ações coordenadas junto aos setores público e privado, a associação implantou um sistema de coleta seletiva na Escola Municipal Livremente, promovendo também atividades de educação ambiental junto aos alunos, que recebem sacolas retornáveis para armazenar materiais recicláveis em casa e retorná-las à escola para que a Ascob faça a coleta.