FolhaPlay

Roteiros da Fé – Igreja de Nossa Senhora das Graças

22 de agosto de 2020

De uma singela Capelinha ao status de Paróquia Nossa Senhora das Graças. A igreja, que fica no bairro com o mesmo nome, em Passos, segue como uma das que tem uma comunidade religiosa ativa, praticante e, em constante modernização.

De longe é possível ver no alto da igreja uma imagem da santa com seu manto azul celeste se confundindo com o azul do céu durante o dia, como mostra o sétimo vídeo feito pelo drone de Douglas Arouca, para a série Roteiros da Fé, que ganhou como música o Estudo em lá menor, de autoria do espanhol Dionísio Aguado, ao som do violão do passense Celso Faria.

A imagem original da Capelinha de Nossa Senhora das Graças está exposta na sala paroquial e recebeu recentemente uma restauração, assim como a grande imagem que fica do lado esquerdo do altar. Do lado direito do mesmo altar está São José e ao centro Cristo Crucificado.

De acordo com o pároco Sebastião Marcos Ferreira, natural de Carmo do Rio Claro, em Passos há 8 anos e à frente da Paróquia de Nossa Senhora das Graças desde 2015, a comunidade é muito unida e, muitos dos paroquianos contribuíram de várias formas para a construção da igreja.

Nos livros da igreja e também conforme o paroquiano João Jaci Franklin, que acompanhou o surgimento da comunidade desde 1975, consta que em 1978 houve a demolição da capelinha que havia no mesmo terreno onde hoje é a Matriz de Nossa Senhora das Graças”, disse padre Marcos.

A atual igreja foi construída em dois momentos. O primeiro foi a construção térrea, onde funciona atualmente o salão paroquial com capacidade para cerca de 800 pessoas.

Esta primeira etapa foi construída com serviços voluntários de diversos paroquianos, contanto também com apoio e ajuda de policiais militares. A razão dos militares contribuírem se deve ao fato de que o padre José Lemos, que era o pároco da época, ser o Capelão Militar do Batalhão da Polícia Militar de Passos”, explicou Marcos.

No ano de 1981 foi concluída a primeira parte da construção. Ao término ouve uma paralisação das obras e os fiéis passaram a se dedicar à construção da casa paroquial, por aproximadamente 6 meses.

Com a conclusão da construção da casa paroquial, a comunidade iniciou a construção da segunda parte da igreja, que é o atual espaço celebrativo que tem capacidade para 540 pessoas sentadas. E, conforme nos contam os paroquianos, para esta obra também houve muitas doações de materiais, mas a mão de obra desta vez foi contratada”, salientou o pároco.

Já em 1984 com o término da obra foi sagrado o altar da igreja conforme prescreve o Rito Litúrgico de Dedicação de Altar.

“A paróquia foi erigida canonicamente no dia 12 de dezembro de 1978, dia em que se comemora a festa de Nossa Senhora de Guadalupe, padroeira da América Latina. O bispo diocesano, Dom José Alberto Lopes de Castro Pinto, 6º bispo da Diocese de Guaxupé, enquanto pastor zeloso percebeu que para melhor atender o bem espiritual do povo de Deus seria necessário erigir mais uma paróquia na cidade de Passos. Assim, sendo, a paróquia teve como primeiro pároco o padre José Lemos de Medeiros, que ficou à frente da comunidade de 1978 até 1998”, contou Marcos.

Do final de 1998 até abril de 2015 a paróquia ficou sob os cuidados dos padres religiosos Rogacionistas, congregação dos padres do Educandário.

Em 2015 assumi como responsável canônico a paróquia de Nossa Senhora das Graças exercendo a função de Administrador Paroquial onde estou e cuidamos das mais variadas pastorais e movimentos, tais como a catequese infantil e de adultos, crisma, batismo, noivos, serviço de animação e liturgia, Mãe Rainha, Encontro de Casais em Cristo (ECC), cursilho, apostolado da oração, Legião de Maria, vicentinos, RCC, pastorais da saúde, do dízimo e da juventude”, afirmou.

A igreja de Santa Rita faz parte da paróquia de Nossa Senhora das Graças.

A paróquia realiza duas festas durante o ano, sendo uma em cada uma das igrejas e, há dois anos começamos a comemorar também o dia do aniversário da paróquia, que, coincide com o dia de Nossa Senhora de Guadalupe, padroeira da América Latina. Nós colocamos um quadro com a imagem dela dentro da igreja e estamos realizando as comemorações especiais neste dia. A paróquia vai completar 42 anos em dezembro”, contou o religioso.

Nossa Senhora das Graças é uma invocação especial pela qual é conhecida a Santíssima Virgem Maria, também invocada com a mesma intenção sob o nome de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa e Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças.

O projeto Roteiros da Fé foi idealizado e produzido pela jornalista Adriana Dias, conta com as imagens e filmagens de Douglas Arouca, músicas ao violão de Celso Faria, gravação e mixagem de Denilson César dos Reis, criação do logo de Armando Vidigal. NR: na edição do último domingo, 16, o nome correto da santa que está pintada no altar da Paróquia São Luis Maria Grignion de Montfort é Santa Maria Luísa Trichet, e não de Marillac.