Rápidas Destaques

RÁPIDAS

5 de julho de 2022

Julgamento

A reportagem desta Folha não teve acesso ao resultado da audiência entre os membros da Junta Disciplinar da Liga Regional de Esporte Amador. Até o final da tarde de ontem, vários contatos foram realizados diretamente com o presidente da entidade, Otávio Kallas, mas afirmou que não sabia o que o órgão tinha decidido sobre o julgamento do Caram EC, e do seu atleta, Luiz Henrique Santos Lima, porque o procurador do órgão, Carlos Eduardo Pereira Bueno, não enviou a nota oficial contendo o resultado, e nem respondeu às várias chamadas telefônicas da reportagem.

Privilégio

O mais revoltante é que na manhã desta terça-feira, dia 5, o resultado do julgamento seria divulgado em uma das TV web de Passos, cujo apresentador é pai de Otávio Kallas. A chamada para saber o desfecho final da audiência foi divulgada nas redes sociais. A Folha, que tem divulgado tudo sobre o campeonato Regional da associação, não está recebendo a devida atenção necessária por parte da organização do torneio, mesmo correndo atrás da notícia. Nos bastidores esportivos, dizem que os dirigentes de clubes estão revoltados com a entidade por conta do julgamento.

Agressão

Sem a Folha saber o resultado final do recurso impetrado pelo advogado e presidente do Caram EC, Jefferson Rodrigues, no primeiro julgamento da Junta Disciplinar, o clube do Alto da Penha foi excluído do campeonato, e Luiz Henrique do Santos, suspenso por dois anos de qualquer competição a ser promovida pela associação, porque agrediu fisicamente o árbitro José Vasconcelos Botrel, o Alemão, no final do primeiro tempo da partida entre Caram e Industrial de Itaú de Minas, em Passos. Antes da audiência na noite desta segunda-feira, houve outras duas e nada ficou decidido.

Homicídio

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) ofereceu denúncia contra membro da torcida organizada do Atlético-MG, a Galoucura, pelo homicídio qualificado de integrante da Máfia Azul, organizada do Cruzeiro, no dia 6 de março, em Belo Horizonte. O denunciado disparou contra Rodrigo Marlon, de 26 anos, em conflito entre as torcidas antes da partida entre os clubes rivais. Rodrigo foi atingido no tórax, sofreu parada cardíaca e chegou a ser reanimado e levado em estado grave ao Hospital João XXIII.

Eliminado

Na última terça-feira, 5, há exatos 40 anos, o Brasil de Telê Santana dava adeus à Copa do Mundo de 1982, após ser derrotado pela Itália, por 3 a 2. A eliminação é considerada uma das maiores dores do futebol brasileiro junto da derrota para o Uruguai, no Maracanã, na final da Copa de 50, e dos 7 a 1 para Alemanha em 2014. A seleção de 82, que tinha craques como: Zico, Falcão, Sócrates, Toninho Cerezo e Paulo Roberto, sofreu nos pés de uma Itália desacreditada de Paolo Rossi, autor dos 3 gols da Azzurra, que foi campeã daquela edição.

Racismo

O ex-piloto de Fórmula 1, Nelson Piquet, foi denunciado pelo Ministério Público por fala racista contra Hamilton. Nelson chamou o piloto de “neguinho” e proferiu ofensas de cunho homofóbico contra o heptacampeão. A indenização por injúria e danos morais, onde se encaixa o caso de Piquet, é de R$ 10 milhões. A entrevista que o ex-piloto proferiu as ofensas é de 2021, mas tomou notoriedade mundial apenas nos últimos dias. No recorte, o piloto se refere a Hamilton como “neguinho” por pelo menos duas vezes ao avaliar a batida do britânico com Max Verstappen – genro do tricampeão – na edição passada do GP da Inglaterra.

Cascavel

No jogo amistoso realizado domingo, dia 3, no campo localizado na estrada rural da Julieira, o Cascavel FC conquistou uma vitória surpreendente porque ficou duas vezes em desvantagem no marcador. Após o apito final do árbitro, os jogadores da equipe aurinegra vibraram com a vitória por 5 a 4, gols de Davi (3), e Wellington (2). Cascavel: Rubinho, Gabriel (Carlinho), Roger, Pernambuco (Ricardo Negrão) e Marquinho (Adenilton); Jefferson (Luiz Gustavo), Jailson (Rafael), Júlio (André), Davi; Robinho (Dioninho) e Wellington; técnico, Roberto Caetano.