Esporte

Jogos Olímpicos são adiados para 2021

25 de março de 2020

JOGOS OLÍMPICOS – Os Jogos Olímpicos de Tóquio estão adiados em um ano. Na manhã desta terça-feira, o primeiro-ministro japonês, Abe Shinzo, confirmou que realizou um pedido ao Comitê Olímpico Internacional para a suspensão do evento e que Thomas Bach, presidente do COI, aceitou.
Ainda não se tem uma definição da data exata para o início das Olimpíadas em 2021, mas a tendência é que siga o calendário marcado para este ano. A abertura estava prevista para o dia 24 de julho.
O COI estava sendo pressionado por muitos comitês nacionais e esportistas, em função da pandemia do coronavírus, decretada no último dia 11 pela Organização Mundial de Saúde. O evento envolveria 206 comitês olímpicos locais e mais de 11 mil atletas, gerando medo e pânico do contágio do Covid-19 em todos os participantes.
O primeiro ministro japonês, Shinzo Abe, entrou em contato por telefone com o presidente do COI, o alemão Thomas Bach, e fez o pedido pra que a competição aconteça um ano após a data original, que é 24 de julho. No entanto, essa nova data ainda não está confirmada.
Em entrevista aos jornalistas logo após o contato telefônico com Thomas Bach, Shinzo Abe disse que o COI não impôs restrições e aceitou o pedido. Nas redes sociais do primeiro ministro, também há a confirmação de que os Jogos serão adiados para o verão de 2021.
“O Japão, como país anfitrião, diante das circunstâncias atuais, propôs que (o COI) estude se pode adiar por um ano (os Jogos Olímpicos) para que os atletas possam ter as melhores condições. Bach me respondeu que está de acordo em 100%”, afirmou Shinzo Abe aos jornalistas. “Assim chegamos ao acordo de realizar os Jogos Olímpicos em Tóquio até o verão de 2021”.
Já Seiko Hashimoto, ministra japonesa para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, revelou que Shinzo Abe e Thomas Bach discutiram vários temas, entre eles que o nome do evento continuará sendo Tóquio-2020. “Queremos assegurar que os Jogos serão uma vitória contra o coronavírus”, disse.
Esta é a primeira vez desde 1896 que os Jogos Olímpicos são adiados. O maior evento esportivo do mundo já havia sido cancelado em três oportunidades – Berlim 1916, Tóquio 1940 e Londres 1944, em decorrência da Primeira e Segunda Guerra Mundial.
“Na circunstância presente, e baseado na informação providenciada pela Organização Mundial da Saúde, o presidente do COI e o primeiro-ministro do Japão concluíram que os Jogos da 32ª Olimpíada em Tóquio devem ser reagendados para uma data para além de 2020, mas não além do verão de 2021, para garantir a saúde de atletas, todos envolvidos nos Jogos e a comunidade internacional”, disse o comunicado do Comitê Olímpico Internacional.
Apesar do adiamento, o nome oficial do evento permanecerá como Tóquio 2020, de acordo com o governador de Tóquio, Yuriko Koike.