Esporte

Boca Júnior já está pronto para o Quarentão da LPD

25 de agosto de 2021

Foto: Divulgação.

PASSOS – O grupo de jogadores veteranos do Boca Júnior de Passos já está definido para a disputa do Regional de Futebol Quarentão previsto para começar dia 4 de setembro. Outras três equipes – Oriente, Palestra e Palmeirinha – são as representantes do município no torneio organizado e promovido pela da Liga Passense de Desportos (LPD).

Oriundo da região do bairro Coimbras, o Boca disputa há anos campeonatos com o time principal, mas o time formado por atletas com idade superior a 40 anos é a terceira vez.

“Um foi promovido pela Liga Sul Mineira de Desportos e o outro pela LPD. Foram novas experiências que a diretoria adquiriu para montar um grupo forte com o objetivo de ser campeão, apesar do nível técnico do torneio parecer elevado, porque todos são postulantes ao título. Teremos concorrentes diretos, como os três de Passos, sem contar as seleções que formam nas cidades vizinhas”, ressaltou Alexandre Saturnino Silva, coordenador da Boca veterano.

Foram inscritos como goleiros, que não têm limite mínimo de idade, Wesley, o Quarenta, e Léo. Laterais – Gleissinho, Uires, Marcão, Ney, Dozinha e Macaco; zagueiros – Alexandre, Jeferson, Rodrigo, Alemão, Rodrigão e Vinho; volantes – Bim, Xandeli, Júlio, Moraes e Ângelo; meias – Mil, Cleber e Netinho; atacantes – Marli, Marcelo, Paulista, Robin, Mandi e Demir. O presidente do é José Reis, o Cebola; coordenador, Alexandre Saturnino; e o treinador, Cleverson.

Desde que a realização de eventos esportivos coletivos foi liberada, e obedecendo os protocolos de combate ao novo Coronavírus, o Boca Júnior já realizou quatro amistosos. Venceu o Atalanta (Passos) por 5 a 2, empatou com o Monte Santo de Minas (0 a o), Tiradentes (2 a 2) e Pratápolis (3 a 3).

Como os dois estádios municipais de Passos estão vetados para jogos, Alexandre comentou que ainda não definiu o local que vai mandar seus jogos ao longo do Quarentão. As despesas de arbitragem serão custeadas por empresários e comerciantes parceiros, enquanto que o deslocamento da delegação para outras cidades, geralmente os jogadores e dirigentes contribuem voluntariamente com dinheiro até alcançar o valor máximo a ser cobrado pela viagem.