Destaques Entretenimento

Warner fará lançamentos simultâneos

8 de dezembro de 2020

Timothee Chalamet e Rebecca Ferguson em cena de 'Duna', de Denis Villeneuve. / Foto: Divulgação

Todos os filmes da Warner Bros. em 2021 serão lançados simultaneamente nos cinemas e na plataforma de streaming HBO Max nos Estados Unidos, anunciou a WarnerMedia. Entre os lançamentos da Warner Bros. para 2021 que chegam no streaming junto das salas de cinema estão os blockbusters Esquadrão Suicida 2, Godzilla vs. Kong, Duna e Matrix 4.

Assinantes do HBO Max receberão acesso a 17 filmes ao todo, que representam um investimento de US$ 1 bilhão em custo de produção para o estúdio. Segundo a imprensa americana, a WarnerMedia afirmou que a decisão, que contraria as práticas costumeiras do modelo de negócios de Hollywood, foi motivada pela pandemia do novo coronavírus. O estúdio acredita que a frequência dos cinemas americanos não deve se recuperar até o fim de 2021.

A executiva da WarnerMedia Ann Sarnoff disse que esse seria um plano exclusivo para 2021 e disse que “novo conteúdo é essencial para os exibidores de cinema”, mas que teria de “equilibrar essa necessidade com a realidade de que a maioria dos teatros deve operar com capacidade reduzida ao longo de todo o ano”.

Entre as várias mudanças de planejamento para estreias desencadeadas pela pandemia, nenhum estúdio adotou o streaming como uma tábua de salvação. Mas, após as decepcionantes vendas de ingressos para Tenet no mercado doméstico e com a maioria dos cinemas fechados nos Estados Unidos, a Warner Bros. mudará para um modelo de distribuição híbrido.

Depois de um mês, os filmes serão exibidos apenas nos cinemas. A mudança segue a decisão da Warner Bros. de estrear Mulher Maravilha 1984 na HBO Max americana este mês, além dos cinemas. No Brasil, o filme deverá chegar primeiro nos cinemas, no dia 17.

Outros filmes que entrarão nesse plano são The Little Things, um thriller com Denzel Washington; In the Heights, um musical de Lin-Manuel Miranda; Cry Macho, de Clint Eastwood; The Conjuring: The Devil Made Me Do It; e uma prequência de Sopranos chamada The Many Saints of Newark.

Se essa mudança abalou a indústria, o anúncio de quinta-feira fará Hollywood sacudir seu núcleo. “No momento sem precedentes em que nos encontramos, precisávamos de uma solução criativa para servir nossos fãs, cineastas e expositores”, disse Ann Sarnoff. “Grande e ousado é uma obrigação agora.” Sarnoff chamou de “conserto temporário” e “plano de um ano”.

O estudo disse que outras opções, como lançar filmes de grande orçamento apenas em cinemas com capacidade limitada ou adiar os filmes por mais um ano, não eram atraentes. O movimento da Warner equivale a reconhecer que qualquer recuperação total dos cinemas está a um ano ou mais de distância.

HBO Max está disponível apenas nos EUA. Internacionalmente, os 17 filmes do estúdio previstos para 2021 serão lançados nos cinemas. A decisão da Warner ressoa especialmente porque o estúdio de 87 anos é há muito um líder no mercado de Hollywood e conhecido por apoiar para os cinemas. Em geral, está entre os dois principais estúdios em participação de mercado na última década, perdendo apenas para Walt Disney.