Destaques Entretenimento

Netflix domina Globo de Ouro

5 de fevereiro de 2021

Mank teve 6 indicações para o Globo de Ouro, que será online e está marcada para 28 de fevereiro. / Foto: Divulgação

Os filmes Mank, com seis indicações, e Os 7 de Chicago, com cinco, ambos filmes da Netflix, lideraram as indicações para a 78ª edição do Globo de Ouro. O anúncio foi da Associação dos Correspondentes Estrangeiros de Hollywood. Em seguida, aparecem Nomadland (apontado como um dos grandes favoritos na temporada de premiações), Promising Young Woman e Meu Pai, com quatro indicações cada um. O brasileiro Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, era cotado entre os indicados para Melhor Filme Estrangeiro, mas não foi lembrado. Na categoria de melhor comédia ou musical, os indicados foram a adaptação da peça da Broadway Hamilton, Borat: Fita de Cinema Seguinte, Music, Palm Springs e A Festa de Formatura (The Prom)

Em um ano marcado pelo fechamento dos cinemas em boa parte do mundo pela pandemia do coronavírus, a plataforma de streaming Netflix foi a mais lembrada entre as produções para cinema no Globo de Ouro ao atingir 42 indicações no total (22 nas categorias cinematográficas) e se colocar a uma grande distância de seus perseguidores imediatos – outro gigante digital como a Amazon Studios teve 7 menções.

Normalmente, a atenção se dividiria entre Mank e Os 7 de Chicago, mas o retrato da crise dos Estados Unidos mostrado em Nomadland tem dominado a temporada de premiações de Hollywood – além das quatro indicações para o Globo de Ouro, o filme ganhou o Leão de Ouro em Veneza, faturou o Toronto Audience Award (TIFF), recebeu as distinções da crítica nos EUA (melhor filme para a National Society of Film Critics e para a imprensa de Chicago, Boston, Houston) e a cineasta Chloé Zhao foi eleita a melhor direção, mesmo naqueles prêmios que não deram a Nomadland o reconhecimento de melhor filme (como a da crítica de Los Angeles e de Nova York).

Em edição que promete na disputa das séries mais favoritas, The Crown está de volta. Com uma temporada esperada, a série concorre em seis categorias, com elenco disputando entre si. Em segundo lugar ficou Schitt’s Creek (com 5), Ozark e The Undoing, com quatro indicações cada uma, The Great e Ratched, com três indicações cada uma. Ainda com The Crown, Josh O’ Connor concorre na categoria melhor ator em série de drama e vai disputar o prêmio com Jason Bateman (Ozark), Bob Odenkirk (Better Call Saul), Al Pacino (Hunters) e Matthew Rhys (Perry Mason). Dos cinco indicados para o prêmio de direção, três são mulheres.

Além da cineasta chinesa radicada nos EUA Chloé Zhao, diretora de Nomadland, que é protagonizado por Frances McDormand, destacam-se também a atriz e roteirista britânica Emerald Fennell, por Bela Vingança, e a atriz Regina King, por Uma Noite em Miami, filme que mostra amizade entre Malcolm X, Cassius Clay, Jim Brown e Sam Cooke, que marca a estreia dela na direção Os demais indicados são David Fincher, por Mank, e Aaron Sorkin, por Os 7 de Chicago.

Entre os indicados para atuação, destacam-se Viola Davis e o falecido Chadwick Boseman, em seu último papel no cinema, no belo retrato do período do jazz A Voz Suprema do Blues. Também estão na lista o ator britânico-paquistanês Riz Ahmed como baterista que perde a audição em O Som do Silêncio; Andra Dia, por seu papel em Estados Unidos Vs Billie Holiday; e Dev Patel pelo toque moderno de Charles Dickens em A História Pessoal de David Copperfield.