Destaques Educação

UFV lança livro sobre potencial econômico com apoio do Ibrachina

Por Nathália Araújo / Redação

14 de Maio de 2021

Thomas Law, presidente do Ibrachina. / Foto: Divulgação

VIÇOSA – A Universidade Federal de Viçosa (UFV), unidade Rio Paranaíba, concluiu um extenso levantamento com dados econômicos da região Oeste de Minas Gerais. O material resultou em um livro intitulado “Perfil Produtivo e Potencialidades do Alto Paranaíba”, editado pela Editora D’Plácido, que reúne pesquisas desenvolvidas por alunos e professores da instituição de ensino.


O que você também vai ler neste artigo:

  • Projeto também é desenvolvido com alunos de Passos
  • Estudantes

O projeto, que tem por objetivo identificar as principais oportunidades de negócios no Estado, é uma parceria entre com o Instituto Sociocultural Brasil China (Ibrachina), o Centro de Estudos de Direito Econômico e Social (Cedes) e a Instituto Brasileiro de Ciências Jurídicas (IBCJ).

A obra reúne pesquisas desenvolvidas por alunos e professores da UFV, sendo que os projetos foram cuidadosamente selecionados para indicar dados precisos sobre a atividade econômica no Estado. Os grupos de estudos foram coordenados pelos docentes Fábio André Teixeira e Ricardo Martins da Costa, que contaram com o apoio de outros profissionais para abordar temas como as relações comerciais entre o Brasil e a China, assim como a importância de tal movimentação para o Produto Interno Bruto (PIB), seu impacto no superávit da balança comercial do país e a evolução das atividades econômicas.

De acordo com Thomas Law, presidente do Ibrachina, a troca de experiências internacionais pode atrair a atenção de empresários de todo o mundo, de modo que possa contribuir com o desenvolvimento da economia mineira.

Nosso principal objetivo é apresentar estudos respaldados e fundamentados, com inúmeros capítulos e artigos, além de dados inéditos sobre temas que devem ser trabalhados. Na minha qualidade de professor, acredito muito na pesquisa e, com dados técnicos isso pode impulsionar o crescimento do Brasil, utilizando as potencialidades do país”, salientou.

O livro está disponível para vendas e pode ser encontrado no site www.editoradplacido.com.br, considerando que a empresa oferece um cupom de descontos para clientes realizarem a primeira compra.


Projeto também é desenvolvido com alunos de Passos

PASSOS – Em busca de dados específicos sobre cada região, o Ibrachina também firmou uma parceria com a Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), unidade Passos, para a elaboração de um material no mesmo sentido. Para isso, foram selecionados 10 projetos de pesquisa, remunerados, que já estão em fase desenvolvimento junto à instituição e, até o fim do ano, deve ser publicado um outro livro reunindo todos os estudos.

É muito importante que a universidade participe de projetos como este, que busca integrar vários conhecimentos nas mais diversas perspectivas. Nossa produção científica é alta, temos estudos desenvolvidos nas mais diferentes áreas e, a partir desta relação com o Ibrachina, fomos pautados a encontrar temas característicos para produzir o material. Para a academia em geral, é uma honra estar em parceria com um instituto como este, que valoriza os campos de estudos como um todo”, disse Itamar Teodoro de Faria, diretor acadêmico da Uemg, unidade Passos.

No município, quem está à frente dos projetos são os professores doutores Bruno Silva Pires e Frederico Daia Firmiano, que também contam com o apoio de outros membros do corpo docente dos cursos de graduação e mestrado. Após a chamada, o grupo selecionou as propostas de modo capaz de abranger as mais diversas áreas de estudos representadas na instituição; trabalhando temas como as condições de trabalho dos chineses na região, produção de café, o perfil demográfico e a expansão urbana dos municípios do Médio Rio Grande, observação de aves na Serra da Canastra, unidades de conservação e patrimônio histórico e retratação socioespacial e segregação no município de Passos.

O número de inscrições foi muito grande e isso indica um ótimo engajamento por parte dos estudantes com as atividades de pesquisas, as quais são desenvolvidas em alto nível em nossa unidade. Por conta da pandemia do novo coronavírus, temos muitas limitações, já que seguimos todos os protocolos de segurança sanitária, mas ainda assim, nos esforçamos muito para que as pesquisas sejam realizadas da melhor forma possível e contamos com o apoio da Coordenadoria Geral de Extensão. Este é um trabalho de pesquisa bastante vasto e heterogêneo, que estabelece relações de cooperação com o Ibrachina, e este tipo de atividade se faz muito importante no âmbito acadêmico”, contou Frederico.


Estudantes

PASSOS – Mais de 30 alunos, bolsistas e voluntários, participam do projeto financiado pelo Ibrachina, como é o caso de Maristella Rossi Tomazeli, estudante do curso de Direito, que afirma que o projeto em questão abriu inúmeras possibilidades de estudos, tanto no que se refere às pesquisas e coleta de dados, quanto às análises sobre a região.

No meu caso o estudo é voltado ao retrato social e a segregação socioespacial de Passos, o que acredito ser de extrema importância, uma vez que descreve a necessidade de entender quais são os principais índices segregacionistas da cidade e auxiliar na mitigação dos problemas que favorecem a desigualdade social. Assim, a gestão municipal pode utilizar o material para criar políticas que melhorem tais condições”, explicou.