Destaques Educação

Semana da Comunicação terá convidados renomados

Por Talita Souza / Redação

1 de dezembro de 2020

Foto: Divulgação (Agência Brasil)

PASSOS – A XI Semana da Comunicação (Secom) da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg) começou na segunda-feira, 30, e vai até sexta-feira, 4. O evento será realizado de forma remota, por meio dos canais dos centros acadêmicos dos cursos de Comunicação Social no YouTube. Os links serão disponibilizados na semana do evento.
Julia Evellin, presidente do Centro Acadêmico Vladimir Herzog, do curso de Jornalismo, conta que a data da Secom foi passada para a presidência dos centros acadêmicos de Comunicação Social pela coordenação dos cursos. O evento será realizado virtualmente em decorrência da pandemia do novo coronavírus.


LEIA TAMBÉM: Bombeiros fazem visita especial a criança em Passos

As coordenações já haviam confirmado alguns nomes, mas existiam muitas lacunas na programação, que seriam preenchidas com os convidados dos centros acadêmicos. Abrimos uma caixa de sugestões no Instagram do Centro Acadêmico Vladimir Herzog, para perguntar aos alunos quem eles queriam como convidados este ano. Após isso, nos organizamos pelo WhatsApp, para que todos os membros da gestão dessem sugestões de profissionais e, assim, construímos uma lista, estudamos o perfil dessas pessoas e chegamos aos nossos convidados. Eles foram escolhidos a partir da área de atuação deles, dos possíveis temas que seriam debatidos a partir da experiência e formação desses profissionais”, contou.

O evento conta, ao todo, com seis palestras e oito oficinas com profissionais renomados na área da Comunicação Social. Dentre os convidados estão: Sírio Possenti, Leonardo Sakamoto, Nathália Kahwage, Marina Filippe, Joana Tavares, Débora Leite, Rodolfo Viana, Ana Rodarte, Júlia Lourenço Costa, Marcela Mesquita, Nicolle Cabral, Igor Savenhago e Celina Rodrigues. A Secom terá início com uma palestra de Itamar Faria, diretor acadêmico da Uemg de Passos. A programação completa e mais informações sobre o evento estarão disponíveis nas páginas do Centro Acadêmico Vladimir Herzog e do Centro Acadêmico Soppro, do curso de Publicidade e Propaganda, nas redes sociais.


Centro acadêmico promove palestras sobre consciência negra

PASSOS – Ainda na Uemg, o Centro Acadêmico XII de Fevereiro, do curso de Direito da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), promove, pela primeira vez, a Semana da Consciência Negra. O evento, que é realizado pelo YouTube, começou na segunda-feira, 30, e vai até sexta-feira, 4. Segundo o presidente do centro acadêmico, Guilherme Dias, a ideia de promover a Semana da Consciência Negra surgiu durante uma reunião da diretoria.

A ideia surgiu em uma de nossas reuniões em que debatíamos sobre a nossa necessidade, enquanto estudantes de universidade pública e representantes estudantis, de estar sempre participando e dando voz às lutas sociais. Hoje, os movimentos em torno do ativismo negro crescem muito e não poderíamos deixar de falar sobre o assunto, principalmente no atual cenário tenso que vivemos, com cenas realmente assustadoras, que nos remetem muito à fase da escravidão. Enquanto futuros operadores do direito, temos o dever de mostrar a preciosidade dos Direitos Humanos, que foram adquiridos com tanta luta, assim como a democracia. E a Uemg, universidade marcada pela diversidade, a primeira universidade a adotar o sistema de cotas no estado de Minas Gerais, ainda permanece com uma significativa baixa de estudantes negros. É um cenário que precisa ser mudado com urgência. Nós, frutos da universidade publica, faremos parte dessa luta”, afirmou.

Ele explica que a escolha dos palestrantes foi realizada por meio de análises de perfil de pessoas participantes do movimento negro. De acordo com Dias, os temas foram escolhidos pelos próprios palestrantes:

Buscamos diversificar os temas, pra tentar abranger várias áreas do assunto, mas a escolha de cada tema eu devo atribuir o mérito principalmente aos palestrantes. Eu, por exemplo, sou uma pessoa branca, sem local de fala no assunto. Como eu poderia definir quais temas são mais ou menos importantes para o movimento? Se estamos dando voz a este movimento, nada mais justo que o próprio movimento apontar o que precisa ser falado”.

O presidente conta que a ideia era realizar o evento na data mais próxima do Dia da Consciência Negra, que é comemorado no dia 20 de novembro, mas o centro acadêmico passou por um processo eleitoral e o evento teve que ser marcado para a semana do dia 30.