Destaques Educação

Secretária de Educação diz que volta às aulas ainda é indefinida

3 de abril de 2021

Foto: Divulgação

PASSOS – A secretária de Educação de Passos, Jane Hespanhol, afirma que a volta às aulas presenciais na rede municipal ainda não tem data definida. A previsão inicial era para retorno no dia 22 de março, mas a data foi adiada para 20 de abril. Segundo ela, tudo vai depender da situação da pandemia nos próximos 15 dias. A cidade tem cerca de 8.500 alunos da rede municipal de ensino.


Você também pode gostar de: Prefeituras adotam medidas para evitar turistas no feriado

Para Jean Nogueira, pai da Manuela, de 4 anos, afirma que está preocupado com a situação.

Deveríamos esperar mais, não tem vacina para todos. Se tivesse vacina para professores e crianças, seria diferente. Não tem como deixar nossos pequenos lá. É preocupante. A cidade está em colapso e o Brasil todo também. Não tem vaga em UTI nem enfermaria, acho que essa atitude está errada. O pai vai trabalhar e os filhos podem ficar doentes. Minha esposa tem bronquite crônica. É um desafio”, disse.

A secretária afirma que os pais de alunos não precisam se preocupar.

Essa data não é uma data final. A cada semana, quando emitimos decretos, avaliamos as possibilidades. Pode ser que venhamos a adiar a data novamente, que já foi revista várias vezes. Então, é impossível falar que ocorrerá realmente o retorno nesse período”, disse.

Segundo ela, as aulas presenciais continuam opcionais.

Fizemos uma pesquisa e 53% dos pais disseram querer os filhos na escola. Sabemos das dificuldades”, disse.

Jane disse ainda que, com o problema sobre o retorno presencial, o município tem preparado kits alimentação para os alunos.

Começamos no setor I, que é composto pelo Bairro da Penha e Primavera. Vamos entregar 1.700 kits esta semana. Na próxima semana, vamos para o Setor II (Coimbras e Jardim Polivalente) com 1.500 kits. Temos muitas crianças que passam por dificuldades em casa e estamos fazendo nosso melhor. Vamos fazer isso até que as aulas retornem”, disse a secretária.

De acordo com a secretária, todos os alunos devem voltar aos estudos presenciais em 2021.

Temos um fator limitador, por conta das nossas salas que não são muito grandes. É preciso haver toda uma estrutura para receber esses alunos. Inclusive, a volta do professor é opcional, ou seja, ele pode trabalhar remotamente. No entanto estamos fazendo um estudo escola por escola para saber da capacidade do atendimento presencial”, afirma.

Sobre dificuldades de crianças que não têm internet de boa qualidade para acompanhar os estudos, a secretária afirma o órgão distribui material escolar semanalmente.

Estamos tentando outras maneiras. Crianças tem retirado material escolar semanalmente com as tarefas a serem realizadas em casa. Ainda estamos pesquisando sobre aplicativos, tais como o Conexão Escola, que o governo estadual implantou, onde a escola tem internet patrocinada pelo estado. Um estudo para TV Educativa também está em andamento mas nada foi formalizado ainda”, disse.

A previsão inicial era para retorno no dia 22 de março, mas a data foi adiada para 20 de abril.